Procura-se desesperadamente "o caloteiro" eleitoral da cidade de Goiás

Procura-se na cidade de Águas Lindas de Goiás pelo “empresário caloteiro”, que se diz morador da cidade. Mas mora confortavelmente em um apartamento luxuoso no centro nobre da capital de Brasília


O caloteiro contratou pessoas e serviços como: advogados, contadores, pessoal para o administrativo e vários profissionais da área de comunicação que trabalharam durante um período na campanha do “caloteiro”.

 

Segundo advogado, que entrou com uma ação contra o candidato [caloteiro], estaria devendo R$ 300 mil reais. Além de dívidas com alguns partidos de coligação e vereadores que o apoiam. Não vamos entrar no quesito do material impresso para o “caloteiro”.

Em tempos de crise financeira, quem deve que trate de pagar aos seus credores. Mas, parece que o “caloteiro” tem a prática de não honrar seus compromissos.

Pelo visto o candidato do Democratas Túllio é um péssimo administrador e não tem condições de chefiar o Poder Executivo municipal.

Como diria o escritor Paulo Coelho, “Se você assumiu uma responsabilidade, vá até o final. Mantenha sua palavra, porque ela é preciosa, e complementa “Os que prometem – e não cumprem – vivem criando problemas para si mesmos. Perdem o respeito próprio, têm vergonha de seus atos. A vida destas pessoas consiste em fugir; elas gastam muito mais energia desonrando a palavra, que os honestos gastam para manter seus compromissos.”

Nas principais competências de um prefeito, pelo visto o candidato Túllio – deixa a desejar! - ganhou a fama de “caloteiro” na cidade de Águas Lindas. Será que merece governar?

veja abaixo o gastos de campanha do "caloteiro":





Acesse o link do TSE: