quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Distrital defende captação de água do Lago Paranoá

Em sessão ordinária realizada nesta terça-feira (14), o líder do governo, deputado distrital Rodrigo Delmasso (PTN), líder do governo, anunciou que Rodrigo Rollemberg entregou ao Ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, um plano de trabalho para captação emergencial da água no Lago Paranoá. A ideia do GDF é que o governo federal financie a obra, estimada em R$ 55 milhões

GDF quer que governo federal financie obra
Segundo Delmasso, a proposta é captar 700 litros de água por segundo no Lago Norte, por meio de seis tanques e, com isso, reforçar o abastecimento nas regiões administrativas atendidas pela Barragem do Descoberto. Será instalada uma estação de tratamento de água compacta, com utilização de membranas de ultra filtração. "É uma medida emergencial que o governo teve que tomar para resolver o problema da escassez de água no DF", comentou o parlamentar.

O distrital afirmou ainda que o plano foi elaborado pela Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb). Para a captação será montada uma estrutura flutuante que vai direcionar água para tratamento à beira do reservatório, onde será instalada uma estação compacta. O ponto de coleta no Lago Norte foi escolhido em razão da elevada qualidade hídrica, atestada em estudos da Caesb.

Delmasso lembrou ainda que o plano apresentado ao ministro, consta também a necessidade de instalação de um sistema de bombeamento nas proximidades do Parque da Cidade Dona Sarah Kubitschek, que permitirá a algumas localidades atualmente abastecidas pela Barragem do Descoberto receberem água do reservatório de Santa Maria, reduzindo a demanda do Descoberto. "Depois de tratado, a água do Lago Paranoá vai abastecer Guará I e II, Lúcio Costa, Colônia Agrícola Águas Claras, quadras 1 a 5 do Park Way, Candangolândia, Núcleo Bandeirante e parte de Águas Claras", afirmou Delmasso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

BRASÍLIA OFFICE