quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Terminal rodoviário de Taguatinga Sul é entregue à população por Rolemberg e Ricardo Lustosa

O governador Rodrigo Rollemberg acompanhado do secretário de mobilidade, Fábio Damasceno, do administrador de Taguatinga, Ricardo Lustosa e da deputada Sandra Faraj, entregaram à população de Taguatinga Sul um novo terminal rodoviário na manhã desta terça-feira

A antiga estrutura foi reformada e recebeu melhorias na acessibilidade e infraestrutura. Isso beneficiará 28 mil pessoas.

A cerimônia ocorreu na manhã de terça-feira (1º/11) na QSF, Setor D, Área Especial 9. “Estamos cumprindo o nosso compromisso de entregar 17 terminais novos ou reformados em diversas regiões administrativas. Garantimos, com isso, melhor qualidade do transporte público coletivo”, disse o governador.

A deputada Sandra Faraj (Solidariedade), esteve presente à solenidade de entrega. As obras vão beneficiar mais de 28 mil pessoas, que usam diariamente o transporte coletivo na região.

“Esta obra vai trazer mais conforto e qualidade de vida aos passageiros. É preciso oferecer à população que depende do transporte público mais dignidade e segurança. Ainda falta muito a ser feito, mas aos poucos estamos conseguindo melhorar a infraestrutura da nossa cidade”, avaliou Sandra Faraj.

O terminal de Taguatinga tem oito plataformas, 13 pontos de estocagem, nove vagas de estacionamento para particulares, banheiros com acessibilidade, lanchonete e dez salas administrativas. São 28 linhas em funcionamento e 82 veículos. Entre os principais destinos estão a Rodoviária do Plano Piloto, as vias W3 Sul e Norte e a Esplanada dos Ministérios.

O governo de Brasília, por meio da Secretaria de Mobilidade, investiu R$ 2.629.056,05 nas reformas. A obra faz parte do Programa de Transporte Urbano (PTU), que integra o Circula Brasília. Os recursos são de um contrato de empréstimo de R$ 33 milhões firmado entre o governo local e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Esse é o sétimo terminal entregue em 2016. Também ganharam estações novas ou reformadas os moradores do Guará I e II, do Paranoá, do Recanto das Emas(duas unidades) e do Cruzeiro. No ano passado, foram quatro inaugurações: Ceilândia, Gama, Riacho Fundo II e Sobradinho II.

O contato direto da população com o governo é fundamental para garantir a conservação dos terminais, de acordo com o secretário de Mobilidade, Fábio Damasceno. “Precisamos da opinião das pessoas para executar todas as obras e as alterações necessárias para a melhoria do transporte público”, disse Damasceno.

Com a reforma, o terminal de Taguatinga ganhou oito plataformas; dez salas administrativas; 13 pontos de estocagem; banheiros com acessibilidade; e, lanchonete. São 28 linhas em funcionamento e 82 veículos.










Participaram da solenidade o secretário das Cidades, Marcos Dantas; o diretor-geral do DFTrans, Léo Cruz; o presidente da NOVACAP, Júlio Menegotto; o chefe da Unidade Especial de Gerenciamento de Programa de Transportes, Daniel Araújo; o comandante geral da Polícia Militar, Coronel Nunes; o administrador de Taguatinga, Ricardo Lustosa; o presidente das Associações das Empresas de Transportes Coletivos do DF, Barbosa Neto; e, o diretor-presidente da Sociedade de Transportes Coletivos de Brasília, Carlos Artur Hauschild.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

BRASÍLIA OFFICE