Caiado pede que se declare suspeição de testemunha nomeada para gabinete de senadora do PT


Em questão de ordem apresentada na sessão do impeachment, nesta quinta-feira (25/08), o senador Ronaldo Caiado (Democratas-GO) pediu que se declare a suspeição de uma das testemunhas de defesa da presidente Dilma. 



Foto: Sidney Lins Jr



Esther Dweck, que respondia pela Secretaria de Orçamento Federal, teve a nomeação deferida para prestar serviço no gabinete da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), umas das principais defensoras da ex-presidente.



"A cessão da servidora foi deferida no dia 18 de agosto, portanto muito anterior ao início da sessão. Artigo 214 fala sobre suspeita de parcialidade de testemunhas. Minha questão de ordem pede que se declare suspeição sobre a imparcialidade de uma servidora claramente vinculada à bancada de defesa da presidente", explicou Caiado.



O presidente da sessão Ricardo Lewandowski admitiu o fundamento da questão de ordem e afirmou que a ponderação será respondida no momento em que a testemunha citada for chamada para depor.

Comentários

Política

Mais vistas

Sondagens mostram o candidato de Marconi Perillo para 2018 como um fiasco

Goiás

Concursos