terça-feira, 1 de março de 2016

Liliane Roriz agora faz parte do PTB

Com um discurso focado nas trajetórias políticas do ex-presidente Getúlio Vargas e de seu pai e ex-governador do DF Joaquim Roriz, a deputada distrital Liliane Roriz sacramentou sua filiação ao PTB
A solenidade estava repleta de lideranças políticas locais, inclusive de outros partidos. 

A distrital desembarca no PTB a convite, feito em dezembro do ano passado, da presidente nacional da legenda, deputada federal Cristiane Brasil (RJ). Para a comandante do PTB, a entrada de Liliane no partido fortalece a sigla na capital federal, tanto por sua atuação parlamentar quanto pela identificação com as bandeiras trabalhistas. 

Liliane dedicou parte de seu discurso, iniciado com um trecho da carta-testamento de Vargas, à sua relação com o governo do Distrito Federal. “Tenho procurado manter uma posição de independência, que me leva a colaborar para o bom desempenho do governo, mas me permite criticar algumas medidas”, avalia. 

A nova trabalhista salientou que leva para a legenda o modo de trabalhar, a forma de cuidar da cidade e de quem vive aqui, e o jeito carinhoso de Roriz para proteger os que mais precisam. “Trago a garra e a disposição para tornar o partido cada vez mais próximo do trabalhador e daqueles que precisam de apoio”, disse.

A distrital comparou a vida pública de Roriz e Vargas preocupados, cada um à sua maneira, com os mais necessitados. Não por acaso, ficaram conhecidos, popularmente, como “pai dos pobres”.

"Jeito do pai" na bagagem política

Ao iniciar uma nova etapa em sua vida pública, a deputada Liliane Roriz fez questão de destacar a importância do pai, Joaquim Roriz, e da mãe, Dona. Weslian - que também se filiou ao PTB -, em sua formação pessoal e política. 

Liliane considera que a experiência adquirida em seu primeiro mandato como distrital será útil nessa nova caminhada. “Aprendi a conviver melhor com a divergência e a trabalhar em grupo”, reconheceu. “Levarei como herança para o PTB o passado e o jeito de ser do meu pai”, garantiu. 

A distrital elogiou o empenho de Cristiane Brasil em fortalecer o PTB e também homenageou ex-presidentes do partido. Destaque para o ex-deputado Roberto Jefferson, pai de Critiane. 


O evento reuniu cerca de 350 pessoas, entre elas o senador Hélio José (PMB), os deputados federais Izalci Lucas (PSDB) e Alberto Fraga (DEM), a deputada distrital Telma Rufino (sem partido), o ex-candidato ao governo do DF, Jofran Frejat (PR) e o ex-senador Gim Argello, presidente regional do PTB, e o vice-presidente nacional da sigla Valmir Amaral. Roriz foi reverenciado em todos os discursos.

Distante da política desde a derrota no segundo turno das últimas eleições, o ex-deputado Jofran Frejat (PR) esteve ontem na festa de filiação da deputada Liliane Roriz ao PTB. Entre os presentes ao evento, havia vários políticos da oposição ao governador Rodrigo Rollemberg (PSB). Além de Frejat, passaram por lá o ex-senador Gim Argello (PTB) e os deputados federais Izalci Lucas (PSDB) e Alberto Fraga (DEM).

Joaquim Roriz se filiou ao PTB, mas não participou da festa da filha caçula, Liliane. Em tratamento diário de hemodiálise, o ex-governador quase não sai de casa, principalmente à noite. 

Dona Weslian Roriz, agora no PTB, fez um discurso na festa da filha. “Liliane é a única herdeira de Roriz”, avisou.

Presidenciável

1 - Natural de Luziânia (GO), Liliane Roriz está em seu segundo mandato na Câmara Legislativa do DF, e faz parte da Mesa Diretora da Casa. Também é membro titular de duas comissões temáticas permanentes

2 - Nas eleições de 2010, disputadas pelo PRTB, seu antigo partido, Liliane Roriz obteve 21.999 votos, e ficou entre os cinco parlamentares mais votados. No decorrer da legislatura, se filiou ao PSD, mas deixou a legenda.

3 - Em 2014, já de volta ao PRTB, Liliane foi reeleita com 16.745 votos. Até agora, apresentou mais de 60 projetos, dos quais 20 já viraram leis no DF. 

4 - Entre suas proposições, estão o desconto de 5% no valor do IPTU para quem pagar à vista, a isenção para aposentados de baixa renda de pagar o IPTU e o que obriga o GDF a divulgar os dados oficiais da saúde na internet. 

5 -Votou contra a aprovação do Plano de Preservação do Conjunto Urbanístico de Brasília apresentado pelo governo petista, por entender que a medida “lotearia o Eixo Monumental de Brasília e entregaria a orla do Lago Paranoá à especulação imobiliária.”


6 - Vice-presidente da Câmara, Liliane tem sido citada como eventual candidata à presidência, caso Celina Leão não possa concorrer à reeleição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

BRASÍLIA OFFICE