terça-feira, 2 de junho de 2015

Sindiserviços-DF convoca Trabalhadores Terceirizados

No GDF Para Assembléia Geral Extraordinária

O Sindiserviços-DF, sindicato que representa os trabalhadores terceirizados na limpeza, conservação, manutenção e merendeiras nas Escolas Públicas do DF e em vários outros órgãos do Governo do Distrito Federal (GDF), empregados das empresas Planalto Service, Juiz de Fora, G & E Serviços, Real JG Serviços e Servegel Apoio, convoca a categoria para a Assembléia Geral Extraordinária - com indicativo de greve, para o próximodia 10 de junho, quarta-feira, às 17 horas, no estacionamento do Teatro Nacional de Brasília – próximo a Rodoviária do Plano Piloto.

A Assembléia Extraordinária é exclusiva para os empregados das empresas contratadas pelo GDF que não estão aplicando o reajuste salarial de 9% para quem ganha até R$ 1.500,00; 7% para quem ganha acima desse valor; dois salários base do auxiliar de serviços gerais para os encarregados e fiscais e o aumento no tíquete alimentação de R$ 20,00 para R$ 24,00, conforme determina a Convenção Coletiva de Trabalho 2015 da Categoria, registrada no dia 9 de fevereiro passado pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Ações Judiciais

A direção do Sindiserviços-DF não mediu esforços para tentar resolver a questão sem que houvesse a necessidade de se propor a realização da Assembléia Extraordinária. 

O sindicato encaminhou no inicio do ano denuncia para o Ministério Publico do Trabalho da 10ª Região (MPT – 10ª Região) para mediar à questão e não obteve êxito nem com os patrões e nem com o GDF.

Tendo, obrigatoriamente, que mover Ação Coletiva no Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (TRT – 10ª Região), para obrigar os patrões a respeitar a Convenção Coletiva de Trabalho da Categoria conforme determina a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

As audiências no TRT – 10ª Região estão marcadas para o segundo semestre deste ano. Porém, algumas, somente no final do ano, período em que a categoria já estará em campanha salarial de 2016.

Alegação dos Patrões

Constantemente os patrões contratados pelo GDF têm declarado que estão recebendo as parcelas dos contratos em atraso e sem a aplicação dos aumentos, além do governo se negar a pagar às repactuações do ano passado. 

A direção do Sindiserviços-DF considera a justificativa e o procedimento é ilegal, pois não se pode transferir o ônus e riscos da atividade empresarial em hipótese alguma para os trabalhadores.

Atenção Trabalhadores: O Sindiserviços-DF estará disponibilizando ônibus para a Assembléia Extraordinária, porem será necessário que o interessado entre em contato com o sindicato para confirmar o ônibus para sua localidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

BRASÍLIA OFFICE