Maior parte dos deslocamentos do entorno é para o Plano Piloto

Dados divulgados pela Codeplan apontam que 550 mil pessoas vão à região diariamente para trabalho, lazer, estudo ou à procura de serviços de saúde





A maioria das pessoas que se deslocam de 12 municípios goianos da Região Metropolitana de Brasília e das regiões administrativas do Distrito Federal segue para o Plano Piloto, seja para trabalho, lazer, estudo ou à procura de serviços. São 550 mil pessoas se deslocando diariamente para o mesmo sentido. Os dados foram coletados e divulgados pela Codeplan nesta segunda-feira (15), adquiridos por meio de pesquisas já realizadas pela companhia, como a PDAD.


De acordo com o presidente da Codeplan, Julio Miragaya, a saída para melhorar esse quadro seria realizar uma diversificação da estrutura produtiva e descentralizar algumas atividades econômicas para outras regiões do DF. "Isso seria uma boa forma de melhorar esse acesso para a população", completou.

O estudo identificou que do total de pessoas residentes e ocupadas no Distrito Federal, 439,09 mil ou 36,0%, trabalham na própria Região Administrativa onde residem. Já os ocupados e residentes em municípios como Valparaíso, Luziânia e Cidade Ocidental, entre outras, 239,37 mil ou 51,1% trabalham no próprio município onde moram.

A região Centro-Oeste da Área Metropolitana de Brasília – que engloba Taguatinga, Águas Claras e Cruzeiro - gera 16,8% dos empregos, seguida pela região Oeste (Ceilândia, Samambaia e Recanto das Emas) com 10,7%.

A região Oeste, no entanto, é a que mais oferta serviços de educação no DF (20,1%), seguida pela Centro-Oeste com 17,1% de um total de 1.138 mil pessoas atendidas pela AMB. Na Região Metropolitana, Valparaíso, Novo Gama e Luziânia concentram a maior fatia dos postos de trabalho (8,5%, se comparada com as regiões do DF) e concentram a maioria dos serviços de educação: 299 mil.

SAÚDE

A região Oeste é a que mais recebe pessoas em busca de atendimento na rede de saúde pública. O fluxo, segundo a pesquisa, é de 688 mil pessoas, sendo 583 mil moradoras do DF. O fluxo total é de 2,3 milhões, onde apenas 340 mil são de municípios goianos.

Dentre aqueles que buscam esse serviço na rede pública da Região Metropolitana, 325 mil o fazem nas cidades que compõem o Eixo Sul (Valparaíso, Luziânia, Cidade Ocidental, Novo Gama e Cristalina). Essa região concentra 559.890 moradores e 188 mil deles se tratam em hospitais do DF.


Fonte: Agência Brasília

Maior parte dos deslocamentos do entorno é para o Plano Piloto

Dados divulgados pela Codeplan apontam que 550 mil pessoas vão à região diariamente para trabalho, lazer, estudo ou à procura de serviços de saúde


A maioria das pessoas que se deslocam de 12 municípios goianos da Região Metropolitana de Brasília e das regiões administrativas do Distrito Federal segue para o Plano Piloto, seja para trabalho, lazer, estudo ou à procura de serviços. São 550 mil pessoas se deslocando diariamente para o mesmo sentido. Os dados foram coletados e divulgados pela Codeplan nesta segunda-feira (15), adquiridos por meio de pesquisas já realizadas pela companhia, como a PDAD.

Município de Luziânia sem secretário de Educação há 3 meses


Até agora não existe nada definido. Já se passaram mais de 3 meses que ex-secretária de Educação Jaqueline Cristóvão deixou a pasta e nada do prefeito Cristóvão Tormin nomear um novo gestor para a educação municipal. De concreto, somente o fato de que a servidora Indiana (do departamento financeiro) ocupa interinamente o cargo.

A dificuldade de Cristóvão em encontrar um nome que esteja legitimamente ligado à educação e que lhe seja favorável politicamente é muito evidente. Tormin chegou a oferecer a pasta para a vereadora Luzia Diretora (PROS), que recusou o convite. A Secretaria foi também oferecida ao PT, mais precisamente à vereadora Cassiana Tormin. O Partido dos Trabalhadores também teria recusado. Cogitou-se até o nome do Secretário de Viação e Obras Wilde Roriz, o Kambão e Claese Rocha, que no momento ocupa a Secretaria de Promoção Social e Trabalho, mas nenhuma das possibilidades se concretizou.

Desafios do novo secretário de Educação

Dentre os desafios do novo gestor da pasta estão questões como: Realização da Prova Brasil já no próximo semestre, pagamento do Piso Salarial dos professores, melhoria da relação entre secretaria e trabalhadores da educação, dois concursos que se encontram questionados na justiça, inclusive com decisão judicial que orienta exoneração de servidores já empossados e a principal de todas, a insatisfação da categoria com a atual gestão municipal.

Prefeitura de Formosa inova e lança o ‘Imposto Cidadão’



O prefeito Itamar Barreto na tarde desta quarta-feira (25) participou da Coletiva de Lançamento do ‘Imposto Cidadão’, uma iniciativa da Prefeitura de Formosa através da Secretaria de Economia e Finanças. A iniciativa deve aumentar a arrecadação municipal. O chefe do poder executivo local utilizou essa campanha para não aumentar a alíquota do IPTU.

As notas fiscais, comprovantes de pagamentos de impostos (IPTU, ISSqn, Alvarás, etc.) poderão ser trocados por cartelas e concorrer a vários prêmios. A exigência é que elas tenham sido expedidas a partir de 1º de janeiro de 2015. A troca das cartelas serão realizadas na Prefeitura de Formosa.

O programa visa otimizar e contribuir para o aumento da arrecadação tributária própria do nosso município, em especial do imposto sobre propriedade predial e territorial urbana (IPTU), o imposto sobre serviços de qualquer natureza (ISSQN), imposto territorial rural (ITR) taxa de licença para localização e funcionamento ou exercício de atividades (Alvará de Licença) e Taxa Alvará Sanitário; Aumentar o índice de participação do município no produto da arrecadação do ICMS e dar continuidade a participação do município em programas de educação, fiscalização e apoio ao combate à sonegação tributária.

Segundo Itamar é um programa inédito na Prefeitura de Formosa. O programa incentiva o contribuinte a pagar em dia. Essa é uma das medidas para retirar Formosa da lista do G-100, que são os 100 municípios brasileiros com alta vulnerabilidade socioeconômica. Esse programa também serve para financiar as obras que estão previstas para assim que terminar a chuva em abril.

ELEIÇÕES 2016: Marcelo Melo é o favorito em Luziânia




O ex-deputado federal Marcelo Melo (PMDB/GO) é o favorito na disputa para a Prefeitura de Luziânia, segundo pesquisa realizada pelo instituto “Dados Pesquisas e Consultoria Ltda.”, feita no município de Luziânia nos dias 21, 22 e 23 de março.

Quantidades de pessoas entrevistadas: 960

Pesquisa espontânea para quem você votaria para prefeito?

DENÚNCIA: Lucimar acobertou conselheiro tutelar que foi omisso na morte de uma criança de 4 anos?


Prefeita Lucimar e o então ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho. Reprodução

Ontem (31), no programa A Dama e o Repórter, na Rádio Federal, o vereador do município de Valparaíso de Goiás, Dr. Marcus Vinicius Mendes Ferreira (PTdoB) fez uma denúncia gravíssima sobre a morte de uma criança de 4 anos, do sexo masculino, cruelmente assassinada por seu pai e sua madrasta. A investigação do óbito tramita em segredo de justiça, motivo pelo qual será ocultado o nome da criança e de outros envolvidos. De acordo com o vereador, a prefeita de Valparaíso, Lucimar Nascimento, acobertou o conselheiro tutelar do caso, por ser filiado ao PT, seu partido (ouça o programa).

O programa A Dama e o Repórter cedeu o espaço para que a prefeita possa se explicar, mas acho muito difícil obtermos uma resposta por parte dela. Lucimar parece seguir a péssima cartilha do ex-governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT), na área de comunicação, se trancando em seu gabinete e não concedendo entrevistas ou algo do tipo.

Estou tentando entrevistar a prefeita há dois meses, mas a assessoria da prefeitura sempre alega que sua agenda está lotada. Ora, por que consigo falar com senador da República, deputado, secretário do GDF e com a prefeita de Valparaíso, não? Será que sua agenda anda tão cheia ou a gestora municipal não gosta muito de conceder entrevistas para a imprensa? Eis um grave erro de comunicação, o mesmo que Agnelo cometeu no GDF e saiu pelas portas do fundo.

Melhores