Polícia prende quarto suspeito de bando que fez nove reféns no Entorno

O crime teria sido praticado por cinco pessoas; três acabaram presos na madrugada desta terça-feira (1º/10)
 Breno Barrense dos Santos, 22 anos, filho de sargento da PMDF reformado, acabou detido na QNL 17 de Taguatinga. Ele é acusado de roubar as armas dos militares além de agredi-los com coronhadas. O crime teria sido praticado por cinco pessoas. Três delas foram presas nesta madrugada por policiais militares de Goiás. Outro comparsa segue foragido.

O grupo teria invadido um posto militar no DVO, região entre Santa Maria e Gama, por volta das 19h30 dessa segunda-feira (30/9). Um policial de folga que passava pela região viu a ação e acionou o Batalhão da PM. Os criminosos tentaram fugir entraram em uma casa, no Céu Azul, onde fizeram nove pessoas reféns. Após negociações, três suspeitos se entregaram e duas armas foram apreendidas.

A Polícia Civil do DF começou a investigar o crime e localizou Bruno Barrense. Os investigadores encontraram um revólver calibre .40 roubado dos policiais militares e uma pistola .380 que o grupo utilizou para render as vítimas. As armas tinham sido abandonadas em um matagal em Céu Azul. Bruno e os demais suspeitos responderão pelos crimes de roubo, porte ilegal de arma de fogo e latrocínio tentado. "Ele é investigado por participação em outros crimes também", disse o delegado-chefe da DRF, Fernando César Costa.

Comentários

Política

Mais vistas

Sondagens mostram o candidato de Marconi Perillo para 2018 como um fiasco

Goiás

Concursos