Infraero demitirá 3,8 mil servidores públicos de cinco aeroportos

A decisão, segundo a empresa, faz parte de um conjunto de ações de reestruturação da empresa que inclui o Plano de Demissão Voluntária
 
 
Servidores públicos do aeroporto de Confins, em Belo Horizonte, próximo a ser privatizado, entrarão no PDV (Edesio Ferreira/EM/D.A Press)
Servidores públicos do aeroporto de Confins, em Belo Horizonte, próximo a ser privatizado, entrarão no PDV

A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) vai demitir 3,8 mil servidores públicos de 5 aeroportos - nos três já privatizados: Brasília, Campinas e Guarulhos - e nos dois que serão vendidos em 2014: Confins e Galeão. A decisão, segundo a empresa, faz parte de um conjunto de ações de reestruturação da empresa que inclui o Plano de Demissão Voluntária (PDV) e visa diminuir custos com mão de obra nos terminais assumidos pela iniciativa privada.

De acordo com a Infraero, à medida que as privatizações avançarem, será necessário reduzir o quadro de funcionários. Quem não quiser participar do PDV poderá ser remanejado para outras cidades. Aqueles que estão no máximo a cinco anos da aposentadoria poderão antecipá-la.

Comentários

Política

Mais vistas

Sondagens mostram o candidato de Marconi Perillo para 2018 como um fiasco

Goiás

Concursos