Família desaparecida preocupa Polícia Civil de Goiás

O desaparecimento de uma família preocupa a Polícia Civil de Goiás. Quatro pessoas que moram na cidade de Padre Bernardo, entorno do Distrito Federal, foram vistas pela última vez na segunda-feira (21). Os familiares foram a procura dos parentes e como não localizaram registraram ocorrência na delegacia.

O casal Gilvan Santana do Nascimento e Edileusa Nascimento, o filho Gilvan do Nascimento Júnior e o caseiro Oswaldo não deixaram pistas. Nenhum objeto de valor foi levado, apenas os documentos e o carro que foi encontrado na noite de ontem (22) em Águas Lindas de Goiás.

A família não tinha desavença com ninguém e, a suspeita é que eles tenham virado reféns de uma quadrilha de roubo que a polícia investiga.

Infraero demitirá 3,8 mil servidores públicos de cinco aeroportos

A decisão, segundo a empresa, faz parte de um conjunto de ações de reestruturação da empresa que inclui o Plano de Demissão Voluntária
 
 
Servidores públicos do aeroporto de Confins, em Belo Horizonte, próximo a ser privatizado, entrarão no PDV (Edesio Ferreira/EM/D.A Press)
Servidores públicos do aeroporto de Confins, em Belo Horizonte, próximo a ser privatizado, entrarão no PDV

A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) vai demitir 3,8 mil servidores públicos de 5 aeroportos - nos três já privatizados: Brasília, Campinas e Guarulhos - e nos dois que serão vendidos em 2014: Confins e Galeão. A decisão, segundo a empresa, faz parte de um conjunto de ações de reestruturação da empresa que inclui o Plano de Demissão Voluntária (PDV) e visa diminuir custos com mão de obra nos terminais assumidos pela iniciativa privada.

De acordo com a Infraero, à medida que as privatizações avançarem, será necessário reduzir o quadro de funcionários. Quem não quiser participar do PDV poderá ser remanejado para outras cidades. Aqueles que estão no máximo a cinco anos da aposentadoria poderão antecipá-la.

Entrevista com o presidente da ASSOSÍNDICOS



Paulo Roberto Melo é gestor de condomínios que em um curso de síndicos se reuniu com diversos síndicos e subsíndicos, que refletiam quanto à necessidade da criação associação, para apoiar os síndicos e subsíndicos em suas gestões de condomínios. A associação foi criada e Paulo Roberto Melo é o 1º presidente da ASSOSÍNDICOS-DF.



PORTAL – O que significa ASSOSÍNDICOS?

Paulo Roberto Melo – ASSOSÍNDICOS - significa Associação dos Síndicos e Subsíndicos do Distrito Federal e Região Metropolitana.

PORTAL – Para que veio a ASSOSÍNDICOS?

Paulo Roberto Melo – A Assosíndicos, veio com o intuito de apoiar e defender os síndicos e subsíndicos do Distrito Federal, com diversas ações e programas que visam defender os gestores de condomínios em nossa área de atuação. A nossa associação defende também a regulamentação da profissão de síndico profissional, em que todos os síndicos moradores ou não sejam gestores qualificados e que recebam salário.
Quero lembrar que no estatuto da ASSOSÍNDICOS é vedada a reeleição para todos os cargos da mesa diretora, o que nos traz uma renovação constante com boas idéias sempre para a nossa associação.

PORTAL – Que ações e programas são esses?

Paulo Roberto Melo – São ações simples que fazem a diferença para os condomínios, como por exemplo, o clube de vantagens para os associados, tem também o selo de qualidade para empresas prestadoras de serviços Assosíndicos, queremos também fazer vistorias nos condomínios nas partes elétrica, hidráulica e na conservação estrutural e a assosindicos vai emitir laudos sobre a conservação dos condomínios. Já estamos fazendo diversos cursos, palestras e encontros. A partir de novembro começaremos a promover palestras em diversas cidades do DF para discutir condomínios e levar novas informações para comemorarmos o mês dos síndicos. Queremos dar todo o suporte para que os síndicos posam fazer uma gestão eficiente, transparente e com muitas conquistas para o condomínio e para a comunidade de moradores.

PORTAL – Como vai funcionar o clube de vantagens ASSOSÍNDICOS?

Paulo Roberto Melo – O Clube de Vantagens ASSOSÍNDICOS, em que o síndico ou subsíndico associado terá descontos em diversos estabelecimentos para o uso no condomínio e também para uso pessoal dos associados. Assessoria contábil, jurídica e técnica que sempre são importantes na boa gestão do condomínio. Lembrando que os cursos, encontros, workshops e palestras promovidos ou com o apoio da ASSOSÍNDICOS os associados participarão gratuitamente.

PORTAL – Como vai funcionar o selo de qualidade ASSOSÍNDICOS?

Paulo Roberto Melo – Uma equipe deu auditores da ASSOSÍNDICOS vai inspecionar e fazer uma vasta pesquisa nas empresas prestadoras de serviços para condomínios, para que os síndicos possam ter a certeza que estão contratando bons serviços, com empresas fiscalizadas e auditadas pela associação, assim iremos emitir o selo de qualidade ASSOSÍNDICOS, sendo uma chancela importante para a garantia da qualidade dos serviços eu condomínios do Distrito Federal, o selo de qualidade ASSOSÍNDICOS vai ser o padrão FIFA para as prestadoras de serviços em condomínios e já é uma forma muito importante de apoiar os síndicos em sua gestão.

PORTAL – Como vão ser essas vistorias nos condomínios?

Paulo Roberto Melo – Existem leis estaduais nos estados do Rio de Janeiro e São Paulo que exigem vistoria anual em condomínios verticais. Também tem algumas resoluções do CONFEA – Conselho Federal de Engenharia e Agronomia que pedem a vistoria, mas não obriga. Queremos lutar junto com entidades como o Sindicondomínio, Seicon, SECOVI, Sinduscon, CAU e CREA-DF pela criação e aprovação de uma lei que obrigue as vistorias anuais em condomínios do DF. Lembrando que desde julho de 2013 já está em vigor a Norma ABNT de Desempenho das edificações para prédios novos que são entregues pelas construtoras.

PORTAL – Quanto aos cursos, palestras, encontros e eventos como serão esses movimentos?

Paulo Roberto Melo – Realizaremos diversos eventos para trocar informações, conscientizar, confraternizar e levar entretenimento aos síndicos e subsíndicos.  Dentre eles quero citar os seguintes cursos: Curso de Síndicos Profissionais; Contabilidade em Condomínio; Direito Aplicado ao Condomínio; Gerenciamento de Condomínio; Patologia das edificações; Qualidade das redes elétricas; Agente de Portaria, Zeladoria; Primeiros Socorros; os cursos ocorrerão em Águas Claras, Vicente Pires e Brasília. Também faremos cursos voltados para funcionários como os três últimos cursos citados.
Nos eventos faremos a corrida do síndico em março, o campeonato brasiliense de Futsal entre condomínios em agosto, o ERSSDF – Encontro Regional de Síndicos e Subsíndicos no Distrito Federal e Região Metropolitana em novembro e o Prêmio Síndico Bom de Gestão também em novembro.
  

PORTAL – Qual o seu pensamento quanto á terceirização de serviços em condomínios?

Paulo Roberto Melo – Penso que as empresas terceirizadas são uma mão na roda para os síndicos, pois o que seria dos gestores de condomínios se não fosse às empresas prestadoras de serviços, elas prestam um bom serviço a sociedade de síndicos na qual represento esse debate de jurisprudência, que o condomínio pode ou não pode terceirizar, penso que cabe ao síndico definir como gestor de condomínio não a um juiz, pois cada gestão de condomínio tem suas especificações. Mas fica o alerta de que é importante cobrar da prestadora terceirizada a prestação de contas quanto às declarações de impostos trabalhistas.

 

PORTAL – Presidente para finalizar qual a sua mensagem final para os Síndicos e Subsíndicos?

Paulo Roberto Melo – Quero parabenizar a todos os síndicos pelo dia do síndico que se aproxima, todas aquelas pessoas que se colocaram à disposição em uma assembléia para se tornar um síndico de condomínio parabéns pela ousadia. Agora você tem uma nova força: a ASSOSÍNDICOS-DF veio para defender a apoiar os síndicos e subsíndicos em sua tarefa árdua.
Digo com muita ênfase, pois acredito que a ASSOSÍNDICOS é a casa do síndico no Distrito Federal e região metropolitana. Convido a todos que conheçam o “site” da ASSOSÍNDICOS e curtam o nosso FACEBOOK.
Um forte abraço a todos.

Conheça o portal da ASSOSÍNDICOS: http://assosindicos.wix.com/assosindicos
Curta o Facebook da ASSOSÍNDICOS:  https://www.facebook.com/assosindicosdf
Fale com o presidente da ASSOSÍNDICOS: (61)8497-2015
Mande um email para a ASSOSÍNDICOS: assosindicosdf@gmail.com

Mulher do bicheiro Cachoeira pode ser candidata e quer combater a corrupção

Andressa Mendonça, mulher do bicheiro Carlinhos Cachoeira, se filiou ao PSL e já planeja candidatura nas eleições de 2014



Andressa Mendonça foi denunciada pelo MPF por supostamente ameaçar um juiz que cuidava do caso do marido (Viola Junior/Esp.CB/D.A Press)
Andressa Mendonça foi denunciada pelo MPF por supostamente ameaçar um juiz que cuidava do caso do marido
Andressa Mendonça, mulher do bicheiro Carlinhos Cachoeira, se filiou ao PSL em Goiás e já deu início aos planejamentos sobre uma candidatura nas eleições de 2014. 

A mulher do bicheiro, além de entrar no noticiário político em consequência de ser mulher do empresário e por ter sido denunciada pelo MPF por supostamente ameaçar um juiz que cuidava do caso de seu marido, Andressa se torna protagonista, frisando que "no ano passado, disse a amigos que escolheria como plataformas a legalização dos jogos de azar e o combate à corrupção". 

O assunto é um dos destaques da coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, assinada pela jornalista Vera Magalhães nesta segunda-feira (14/10).

Na época em que Cahoeira estava preso sob acusação de comandar um esquema de jogo ilegal revelado por uma operação policial, Andressa foi denunciada pelo Ministério Público Federal por tentar ameaçar e chantagear o juiz da Operação Monte Carlo, Alderico Rocha Santos, em troca da liberdade do marido. 

A denúncia chegou a ser confirmada pelo MP e externou que Andressa teria entregue ao juiz, um pedaço de papel com o nome de três conhecidos do magistrado. 

Ela teria dito possuir um dossiê que envolveria Alderico Rocha Santos. O magistrado entendeu a ameaça como corrupção ativa, prevista pelo Código Penal, e acionou a Polícia Federal. Ela pagou fiança de R$ 100 mil à Justiça Federal, em agosto do ano passado, para não ser presa.

Crimes

Carlos Augusto Ramos, também denominado pela imprensa como Carlinhos Cachoeira, é um empresário preso sob acusações de envolvimento no crime organizado e por corrupção. Ele foi preso no dia 29 de fevereiro de 2012 como resultado da Operação Monte Carlo e só foi solto no dia 20 de novembro do mesmo ano, quando caiu a prisão preventiva em relação a outro caso que tramita no Distrito Federal, da Operação Saint-Michel.

A Terceira Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), através do desembargador Fernando Tourinho Neto, Cachoeira estava sendo prejudicado por excesso de tempo de prisão preventiva, quando ainda não há condenação, por culpa dos juízes responsáveis pelos desdobramentos da Operação Monte Carlo na Justiça Federal em Goiás. Já o Ministério Público Federal (MPF) alegou que a culpa do atraso era da defesa, que ingressava com vários recursos sem necessidade. A Operação Monte Carlo apurou esquema de corrupção e exploração ilegal de jogos no Centro-Oeste.

Governador Marconi Perillo tem 44% de aprovação no entorno


Pesquisa Fortiori realizada entre os dias 30 de setembro e 6 de outubro em 65 municípios goianos aponta aprovação de 40% para o governador Marconi Perillo (PSDB), dos quais 8% são de ótimo e 32% de bom. Já a gestão do tucano ficou com 31% de avaliação regular, sendo que 13% dos 1.800 entrevistados consideram a administração ruim e 14% péssima. Dois por cento não opinaram.

O levantamento verificou que o maior porcentual de avaliação boa e ótima do governo Marconi se dá nas regiões sudoeste (62%) e nordeste (60%) de Goiás e a menor em Goiânia (24%). Na região sul a aprovação foi de 54%, no Entorno de Brasília e no noroeste de 44% e no norte de 43%. Na região central a avaliação positiva foi de 36%. 

No que se refere ao desempenho do governador Marconi Perillo, o Instituto Fortiori verificou que o tucano recebeu 46% de aprovação, sendo que 34% dos entrevistados o desaprovaram. Outros 18% não aprovam nem desaprovam o governo. Dois por cento não souberam ou não quiseram opinar.

A margem de erro do levantamento é de 2,8 pontos porcentuais para mais ou para menos.

 A pesquisa foi publicada na edição desta segunda-feira (14/10) pelo jornal “Diário da Manhã.”

BRT começa a sair do papel para o entorno

Até 2015, moradores da Região Metropolitana do Distrito Federal poderão chegar mais rápido a Brasília. Essa é a promessa do projeto que prevê a extensão do BRT - hoje em obras no trecho de Santa Maria até o Plano Piloto – até as cidades goianas de Luziânia. Foram liberados R$ 800 milhões para a construção, que deve começar em março de 2014.
 
O sistema utiliza veículos articulados  e biarticulados, com ar-condicionado e capacidade para cerca de 180 passageiros.   Os corredores exclusivos serão construídos junto ao canteiro central da BR-040  continuando as obras que já foram iniciadas no DF. Nele, vão operar linhas semi-expressas.


Em outra etapa do projeto, estes veículos poderão trafegar de Ceilândia até Águas Lindas.
 
A população de cidades que serão beneficiadas com a extensão ainda encara  o projeto com desconfiança, mas espera que a obra represente melhorias. Moradora de Luziânia, Conceição de Maria Alves está à procura de um emprego em Brasília, mas reconhece que o trânsito complicado dificulta o ir e vir da capital todos os dias. “Eu faço faculdade aqui, porque sabia que se fosse estudar lá não teria condições. Minha intenção é arranjar um emprego lá, pedir transferência na faculdade e ficar por Brasília, porque não dá para ficar indo e voltando”, diz.
 
Por dois dias seguidos, Conceição teve que sentir na pele o que trabalhadores de Brasília passam todos os dias para voltar para a casa, na Região Metropolitana, e foi exaustivo: “Segunda-feira peguei um ônibus às 17h e cheguei em Brasília depois das 19h. Hoje, saí de casa as 11h45, o ônibus deveria ter saído às 12h. Já vai dar 13h e o carro ainda não chegou”, detalha. 
 

O alto número de pessoas que trabalham no DF e moram nas cidades-dormitório da Região Metropolitana sofrem diariamente com grandes congestionamentos, passagens com preços elevados, coletivos lotados e velhos. Diante desse cenário, o especialista em trânsito Paulo César Marques vê essa parceria inicial como algo positivo e que deve ser acompanhado. “Em principio, é muito bom. É preciso uma integração entre o GDF e o governo de Goiás porque vários serviços têm essa dependência dentro da Região Metropolitana de Brasília. Parece que estamos evoluindo, finalmente”, complementa o especialista.
 
O secretário do Entorno de Goiás, Gilvan Máximo, está otimista: “Em março de 2015, teremos transporte público de primeiro mundo para pelo menos um milhão de pessoas”, diz.   


Vice-prefeito de Padre Bernardo será candidato á distrital

O juiz de direito aposentado, ex-administrador do Itapuã é atual vice-prefeito de Padre Bernardo-GO se filiou no ultimo sábado no PTdoB para ser um dos nomes mais fortes da nominata do PTdoB no DF para distrital.

Everardo Ribeiro deve ser o nome para substituir o deputado Olair Francisco que vai mesmo disputar o senado, assim o juiz aposentado vai substituir o deputado na CLDF pelo  PTdoB,
O deputado distrital Olair Francisco vai disputar o senado.

Já o presidente do PTdoB Paco vai disputar uma vaga na câmara federal.

Em 2014 as pessoas vão ver o trio Everardo, Paco e Olair pedindo votos juntos para a câmara distrital, federal e senado respectivamente.

Lembrando que Everardo Ribeiro foi candidato a Deputado Distrital pelo PMDB em 2006 e teve mais de 6 mil votos.

Um ônibus pega fogo e outros cinco quebram na BR-040 na manhã desta segunda

Trânsito foi interditado e desviado para via marginal

Um ônibus da Viação Anapolina pegou fogo na manhã desta segunda-feira (7) próximo a região do porto seco na rodovia BR-040, saída sul do DF. O fogo destruiu o veículo completamente que ficou parado à margem da via. O Corpo de Bombeiros foi chamado e apagou as chamas. Ninguém ficou ferido. A Polícia Rodoviária Federal não soube informar as causas do incidente. Pelo menos outros cinco veículos quebraram e ficaram parados na BR-040.



Novos partidos atraem vereadores em Luziânia


Em Luziânia sete dos 19 vereadores mudaram de partido no dia 04 de outubro, 24 horas antes do encerramento do prazo para as filiações (um ano antes das eleições de 2014).

Os tucanos Eliel Junior e Nilson Lins foram para o PROS a nova sigla ganhou também Luzia Diretora , Aderbal e o vereador licenciado Ecio Carlos que assumiu a presidência da agremiação. 

A tucana Professora Edna e o pedetista Zilmar Silveira ancoraram no também novo Solidariedade.

Alguns suplentes também mudaram de partido foio caso de Junior da CELG e Lucas brito . o primeiro foi para o PPL e osegundo para o PROS

Polícia prende quarto suspeito de bando que fez nove reféns no Entorno

O crime teria sido praticado por cinco pessoas; três acabaram presos na madrugada desta terça-feira (1º/10)
 Breno Barrense dos Santos, 22 anos, filho de sargento da PMDF reformado, acabou detido na QNL 17 de Taguatinga. Ele é acusado de roubar as armas dos militares além de agredi-los com coronhadas. O crime teria sido praticado por cinco pessoas. Três delas foram presas nesta madrugada por policiais militares de Goiás. Outro comparsa segue foragido.

O grupo teria invadido um posto militar no DVO, região entre Santa Maria e Gama, por volta das 19h30 dessa segunda-feira (30/9). Um policial de folga que passava pela região viu a ação e acionou o Batalhão da PM. Os criminosos tentaram fugir entraram em uma casa, no Céu Azul, onde fizeram nove pessoas reféns. Após negociações, três suspeitos se entregaram e duas armas foram apreendidas.

A Polícia Civil do DF começou a investigar o crime e localizou Bruno Barrense. Os investigadores encontraram um revólver calibre .40 roubado dos policiais militares e uma pistola .380 que o grupo utilizou para render as vítimas. As armas tinham sido abandonadas em um matagal em Céu Azul. Bruno e os demais suspeitos responderão pelos crimes de roubo, porte ilegal de arma de fogo e latrocínio tentado. "Ele é investigado por participação em outros crimes também", disse o delegado-chefe da DRF, Fernando César Costa.

Prefeitura de Luziânia manda R$ 540 mil para a conta da ACIL


Apoiado em uma lei aprovada na câmara, mas sem licitação, o prefeito Cristóvão Tormim liberou R$ 540 mil para a Associação Comercial e Industrial de Luziânia realizar o evento. Mas a entidade passou a bola para o promoter Ubiratã

Sem licitação e tendo como garantia apenas um convênio aprovado pela câmara sem mencionar valores, a prefeitura de Luziânia depositou na conta da Associação Comercial e Industrial de Luziânia (ACIL) a quantia de R$ 540 mil para bancar despesas com a 23ª Expoagro. A operação relâmpago aconteceu da seguinte forma: no dia 10 de setembro a câmara municipal deu um cheque em branco ao prefeito Cristóvão Tormim (PSD), aprovando um convênio entre o poder executivo e a ACIL. O Artigo 2º da lei diz que: “O poder executivo repassará à Associação Comercial e Industrial de Luziânia, recursos financeiros, tendo como base o Plano de Trabalho apresentado pela mesma, sendo os valores determinados por ato do próprio chefe do poder executivo”. 

Com liberdade para agir, dois dias depois do aval legislativo (12/09), Cristóvão autorizou a realização do empenho nº 20131046024877 e um dia depois (13/09), mandou depositar mais de meio milhão de reais na conta da Associação, mesmo sem a ACIL ter apresentado o Plano de Trabalho, exigido no Artigo 2º da lei que autorizou o convênio. Na verdade, o Plano de Trabalho só foi apresentado aos vereadores em 19 de setembro, seis dias após a liberação do dinheiro. 

O presidente da ACIL, Evandro Casagrande, conhecido como Mano, se reuniu com os parlamentares pela manhã. Surpreendetemente, ele estava acompanhado do promoter Ubiratã Neto, principal coordenador do último Cowboy Nigth, Ubiratã não é servidor da prefeitura e nem tem ligação com a ACIL. “Eles disseram (Mano e Ubiratã) que as emendas dos deputados Valcenôr Braz (PTB) e Sônia Chaves (PSDB) não foram aprovadas pelo governador Marconi Perillo e que por isso, tiveram que pedir socorro à prefeitura”, disse a vereadora professora Edna (PSDB). 

Nossa reportagem procurou o deputado Valcenôr e ele negou que tivesse feito emenda direcionada a 23º expoagro. “O Ubiratã me ligou pedindo que eu entrasse com emenda no orçamento do Estado para festa da pecuária. Eu estava na Cidade de Goiás. Ele ficou de me procurar em Luziânia mas esse encontro não aconteceu. Eles sabiam que não viria dinheiro do Estado para o evento”, disse o parlamentar acrescentando que conseguiu uma verba para cobrir despesas com a segurança. “Essa verba sim, foi uma luta minha”. 

O que também causou estranheza é que na mídia a ACIL aparece como responsável pela festa enquanto a prefeitura entraria apenas com o apoio. “Na verdade a ACIL entrou somente com o nome. Quem realizou a 23ª Expoagro foi a prefeitura através do Ubiratã. Ele fez tudo”, disse um servidor da prefeitura que trabalhou no evento. 

“NÃO É COMIGO” – Outro ponto que segue obscuro é o fato de Mano ter encaminhado os meios de comunicação para falar com Ubiratã Neto. Procurado por nosso departamento comercial para anunciar o evento, o presidente da ACIL nos encaminhou ao promoter. Ele disse que a participação da entidade este ano seria mais moderada e que cabia as decisões finais à prefeitura, através do produtor de eventos Ubiratã Neto. Mano disse ainda que em 2014 será diferente. “Vamos nos organizar melhor para o próximo ano. Aí sim, teremos uma participação mais abrangente na organização da festa”.

Moradores de condomínio em Valparaíso estão sem água há pelo menos 4 dias


Moradores de um condomínio em Valparaíso de Goiás reclamam que estão há seis dias sem abastecimento de água. De acordo com os eles, o abastecimento parou na última quarta-feira (25/9). 

Segundo Romer Vieira, 34 anos, os moradores tentaram entrar em contato com a empresa responsável pelo abastecimento - Saneamento de Goiás (Saneago). Segundo Romer, a empresa teria informado que o reservatório do condomínio estava cheio, contudo, mesmo se a água acabasse seria difícil chegar o local por conta das obras que fecharam as pistas de acesso. "Esse fim de semana tive que ir pro Gama pra poder tomar banho" contou Romer. 

De acordo com o gerente da Saneago de Valparaíso, Josemário Cavalcante, o problema de fornecimento de água no condomínio ocorre devido a um problema na rede de abastecimento. Com as obras, a tubulação estourou e teve que ser fechada. Ainda de acordo com o gerente, o fornecimento no residencial só foi interrompido na sexta-feira (27/9), no domingo (29/9) e nesta terça-feira (1/10). A Saneago garantiu que o abastecimento de água será normalizado no local nesta terça.

Melhores