Levantamento será usado para planejar políticas públicas nos próximos anos
A Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan) divulgou, nesta quarta-feira (18), a primeira Pesquisa Metropolitana por Amostra de Domicílio (PMAD), com o perfil socioeconômico da população da Área Metropolitana de Brasília.
 
O presidente da Codeplan, Júlio Miragaya, comemorou a conclusão da pesquisa: "Estamos entregando, às 12 prefeituras, o relatório completo sobre a Região Metropolitana de Brasília", afirmou.
 
Para o governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, este é um passo importante para melhorar a situação da população. "O conhecimento científico dos dados, fruto de uma pesquisa como essa, ajudará bastante no planejamento das políticas públicas de integração", declarou.
 
Segundo a prefeita de Valparaíso de Goiás, Lucimar Nascimento, "a pesquisa ajudará a planejar as ações públicas com mais segurança e mais chances de acertar".
 
A PMAD considerou apenas as áreas urbanas. Ao todo, esses locais têm 1.071.583 habitantes. Desses, 50,88 são mulheres, ou seja, para cada 100 mulheres, há 96,54 homens.
 
Os três municípios mais populosos da região são: Águas Lindas (197.200 habitantes), Luziânia (177.501 habitantes) e Valparaíso (168.961 habitantes). Os três municípios, juntos, representam 50,73% da região metropolitana.
 
Mais de 70% da população têm menos de 39 anos. Os idosos representam apenas 8,34% dos habitantes. Somente 30% da população são do estado de Goiás. Em torno de 40% dos migrantes são naturais do DF.
 
"Têm pessoas que apenas vieram nascer no DF, por falta de equipamentos públicos de saúde nos seus municípios", ressaltou Miragaya.
 
A pesquisa revelou, ainda, índices alarmantes nas áreas de Educação e Saúde. A taxa de analfabetismo chega a 5,45%, além dos 38,89% que não têm o ensino fundamental completo.
 
Apenas 8,4% da população têm nível superior, completo ou incompleto. Outro fato preocupante é que quase 63 mil crianças menores de 6 anos estão fora da escola.
 
"Temos que voltar nossa atenção para a questão educacional e profissionalizante e combater o analfabetismo", afirmou o chefe do Executivo local.
 
Enquanto um terço da população busca os hospitais do Distrito Federal para realizarem seus tratamentos, menos de 0,3% utilizam os serviços ofertados em Goiânia, Anápolis e outros centros do estado vizinho.
 
Quase toda a população do Novo Gama (92,58%) utiliza os serviços de saúde do DF. Moradores de Águas Lindas (58,75%) e Valparaíso de Goiás (23,09%) também recorrem aos serviços de saúde da capital do país.
 
A renda domiciliar média mensal dos municípios é de três salários mínimos, ou seja, um pouco mais de R$ 2 mil. A renda per capita média é de R$ 703 mensais.
 
ITENS AVALIADOS - A pesquisa avaliou os seguintes itens: caracterização da população urbana; migração; educação; saúde e benefício social; segurança; trabalho e rendimento; posse de bens e locais de compra; aspectos culturais, esportivos e turísticos; características dos domicílios; infraestrutura domiciliar; e características do responsável pelo domicílio.
 
O governador afirmou também que o GDF já firmou o primeiro consórcio para atuar, com a região metropolitana, no tratamento dos resíduos sólidos. "O que também deve acontecer com o Transporte e a Saúde, pois temos dados e elementos concretos para isso", garantiu.
 
O prefeito de Cocalzinho de Goiás, Alair Gonçalves Ribeiro, agradeceu o empenho para a realização da PMAD. "Meu município é o menor entre os pesquisados, mas nem por isso seremos menos gratos. A pesquisa mostrou o abismo que existe na região metropolitana", afirmou.
 
"Podemos trabalhar as indústrias e o turismo e para isso precisamos que o governo de Goiás e o GDF trabalhem juntos", sugeriu Alair Ribeiro.
 
ÁREA METROPOLITANA DE BRASÍLA - A pesquisa foi aplicada em: Águas Lindas de Goiás, Alexânia, Cidade Ocidental, Cristalina, Cocalzinho de Goiás, Formosa, Luziânia, Novo Gama, Padre Bernardo, Planaltina, Santo Antônio do Descoberto e Valparaíso de Goiás.

A carteira de identidade será entregue em apenas quatro dias
A partir desta quarta-feira (18), as carteiras de identidade (RG) serão entregues em até quatro dias úteis, nas unidades do Na Hora. A redução no tempo de confecção do RG é resultado da parceria entre a Secretaria de Justiça do DF e a Polícia Civil (PCDF).
 

Segundo o subsecretário do Na Hora, Walisson Perônico, o prazo para a retirada do documento foi abreviado para menos da metade. "A redução no prazo foi uma reivindicação da sociedade, feita diretamente ao secretário de Justiça, Alírio Neto. Nos reunimos com a Polícia Civil e reduzimos o prazo, de 10 dias úteis, para quatro dias úteis, sendo uma das mais rápidas do Brasil e continuando 100% segura", afirmou Perônico.
 

A redução do prazo vale apenas para os pedidos feitos nas unidades do Na Hora. Nos postos de identificação das delegacias, o prazo permanece o mesmo.
 

Entre janeiro e novembro deste ano, foram registrados cerca de 190 mil atendimentos nos postos da Polícia Civil.
 

O Na Hora inaugurou, no início do mês, um posto da PCDF no Riacho Fundo. "Agora todas as unidades de atendimento oferecem o serviço de emissão e retirada da carteira de identidade" declarou Perônico.
 

IDENTIDADE – Para confecção do documento o cidadão deverá comparecer a uma das unidades do Na Hora portando certidão de nascimento e comprovante de residência. Não é necessário levar a foto, pois ela será tirada no local. Para a primeira identidade o serviço é gratuito, para a segunda via é cobrada uma taxa de R$ 42.
 

UNIDADES – O Na Hora conta com seis unidades nas cidades de Taguatinga, Ceilândia, Riacho Fundo, Gama, Sobradinho e na Rodoviária do Plano Piloto.

O projeto foi aprovado nesta terça, 3, na Assembleia Legislativa em segunda votação. Pela nova lei está proibida a fabricação e comercialização das armas de brinquedo. Sejam as similares ou coloridas.

O deputado Valcenôr Braz , autor do projeto , agradeceu o apoio recebido pela população, em grande maioria e até mesmo as polícias civil e militar , que ajudaram no levantamento dos índices que confirmam o uso da arma de brinquedo em 50% dos assaltos praticados no estado.

PROJETO - O projeto foi apresentado na Assembleia no ano de 2011, mas não avançou nas discussões. Este ano, depois da aprovação da mesma lei no Distrito Federal, o parlamentar retomou o projeto e buscou apoio de todos os lados para conseguir aprovação popular e na Casa de Leis.


CAMPANHA - Foram realizadas campanhas , principalmente em Luziânia, cidade representada por Valcenôr Braz e que está entre as mais violentas de Goiás e no país. Algumas escolas aderiram à idéia e promoveram com apoio do deputado, campanhas para troca de armas de brinquedo por outros brinquedos educativos e divertidos. As ações ocorreram no mês de Outubro, por ser mês das crianças e quando há um grande apelo comercial para venda de armas de brinquedo. Alunos, professores e pais, marcaram presença e garantiram aprovação
Com aprovação do projeto, cabe agora às autoridades responsáveis , a fiscalização , que deve ocorrer a partir de janeiro, depois da sanção que já foi garantida pelo governador Marconi Perillo.


Foto: JORNAL O MENSAGEIRO ON LINE - EDIÇÃO 348

VALCENÔR BRAZ

FABRICAÇÃO E VENDA DE ARMAS DE BRINQUEDO SÃO PROIBIDAS

O projeto foi aprovado nesta terça, 3, na Assembleia Legislativa em segunda votação. Pela nova lei está proibida a fabricação e comercialização das armas de brinquedo. Sejam as similares ou coloridas. 
O deputado Valcenôr Braz , autor do projeto , agradeceu o apoio recebido pela população, em grande maioria e até mesmo as polícias civil e militar , que ajudaram no levantamento dos índices que confirmam o uso da arma de brinquedo em 50% dos assaltos praticados no estado. 
PROJETO - O projeto foi apresentado na Assembleia no ano de 2011, mas não avançou nas discussões. Este ano, depois da aprovação da mesma lei no Distrito Federal, o parlamentar retomou o projeto e buscou apoio de todos os lados para conseguir aprovação popular e na Casa de Leis
CAMPANHA - Foram realizadas campanhas , principalmente em Luziânia, cidade representada por Valcenôr Braz e que está entre as mais violentas de Goiás e no país. Algumas escolas aderiram à idéia e promoveram com apoio do deputado, campanhas para troca de armas de brinquedo por outros brinquedos educativos e divertidos. As ações ocorreram no mês de Outubro, por ser mês das crianças e quando há um grande apelo comercial para venda de armas de brinquedo. Alunos, professores e pais, marcaram presença e garantiram aprovação
Com aprovação do projeto, cabe agora às autoridades responsáveis , a fiscalização , que deve ocorrer a partir de janeiro, depois da sanção que já foi garantida pelo governador Marconi Perillo.

O presidente da ASSOSÍNDICOS-DF, Paulo Roberto Melo acompanhado do consultor jurídico da associação Tarley Max e do diretor de relacionamento Hélio Paes Leme estiveram visitando a síndica Adriana Moura que é diretora de comunicação da ASSOSÍNDICOS-DF.

A explosão em um restaurante deixou três pessoas feridas e acarretou a interdição de um prédio de uso misto, com 73 quitinetes,  na 409 Norte. Ainda não se sabe o que provocou o acidente no Restaurante Frejo, mas a hipótese mais provável é que tenha havido um vazamento de gás.

Por volta de 7h15 de domingo (15/12), moradores e vizinhos do prédio ouviram um estrondo e ficaram sem saber o que tinha ocorrido. Quem vive nas quitinetes desceu apavorado com o barulho. “Quando abri a porta do apartamento, vi uma nuvem branca de gesso. Meu apartamento foi um dos mais afetados, porque está embaixo do restaurante. Um pedaço do forro caiu na minha cabeça”, disse o contador André Silveira, que teve que levar três pontos na testa.

Nas lojas e quitinetes localizadas no térreo e nos dois pisos superiores do prédio, paredes inteiras desabaram. As fachadas de vidro das lojas e da entrada do edifício foram estilhaçadas e estruturas de metal arremessadas para a área de estacionamento que fica em frente.  Os produtos de uma loja de beleza próxima à entrada do prédio ficaram esparramados pela calçada. Até mesmo edifícios vizinhos chegaram a ter vidros quebrados. 

O presidente da ASSOSÍNDICOS-DF, colocou todo o corpo jurídico a disposição da síndica, para resolver problemas junto ao seguro do condomínio e do restaurante. “Quero aqui oferecer todo o apoio jurídico e técnico a amiga síndica Adriana para que ela acione o seguro e tenha alguns laudos da estrutura das edificações”, falou Paulo Roberto Melo.

Já o consultor jurídico da ASSOSÍNDICOS-DF, Tarley Max tirou duvidas de alguns inquilinos do condomínio quanto á recisão do contrato de aluguel, pois este caso configura se um caso de força maior. “Quanto ao aluguel, vocês podem fazer a recisão com tranquilidade, pois esse incidente configura caso de força maior e para tudo se normalizar vai demorar no mínimo seis meses, mas para isso é importante que todos tenham o condomínio em dia” falou o consultor jurídico da ASSOSÍNDICOS-DF.

A síndica agradeceu e falou que a seguradora já prestou o apoio no dia de hoje.

O diretor de relacionamento Hélio Paes Leme, também falou que. “A Adriana pode ficar tranquila que nos da ASSOSÍNDICOS-DF estamos prestando todo o apoio possível para que ela possa resolver essa situação e tudo voltar ao normal” falou Hélio Paes Leme.

O subsecretário de operações da defesa civil, coronel Sérgio Bezerra, destaca que o risco foi calculado. “No cenário, há uma variação de temperatura, dilatação e contração. Por isso, as pessoas estão subindo em silêncio  para que o militar observe cada comportamento da estrutura, estalo e queda de material”, destaca.

As situações mais críticas constatadas pela Defesa Civil são as de duas vigas, um pilar e uma laje. Um dos pilares foi rachado no meio e a laje descolou da viga, o que ameaça um desabamento. “A sorte é de que não havia ninguém no local no momento do acidente, mas a situação está muito delicada, principalmente em um trecho de circulação de pessoas”, explicou Bezerra.

 Moradora de um dos apartamentos, Maria de Fátima Batista, 57 anos, foi a primeira a subir no prédio. Ela saiu com duas malas de roupas e documentos. “O resto eu deixei e tranquei a porta. O transtorno é imenso, tanto do susto quanto por não saber o que vai acontecer a partir de agora”, esclareceu.







Proprietário não tem ideia do que ocorreu

Na noite de sábado, o restaurante ficou aberto até a madrugada, por volta de 1h. Isso porque houve uma confraternização de fim de ano de amigos próximos aos proprietários do estabelecimento. O dono do restaurante, Luciano Dutra, afirma que antes de fechar a loja foram verificados o gás, as luzes e a água. “Todas as torneiras estavam fechadas, as luzes apagadas e ainda verifiquei o gás, que foi trocado no próprio sábado. Uma mangueira nova também foi trocada havia um mês”, destaca.

O local é alugado por R$ 1 mil e Luciano ainda não tem ideia do que pode ter contribuído para a explosão. Ele aguarda o laudo da perícia para reconstruir o restaurante e retomar as atividades comerciais. “No sábado, ninguém sentiu cheiro de gás, mas vamos reconstruir e voltar com o restaurante. O prejuízo foi altíssimo, mas ainda não foi contabilizado”, esclareceu.

O comerciante explica que o restaurante funcionava apenas com um botijão de gás de 13 quilos que era trocado uma vez por semana. A perícia do Corpo de Bombeiros e da Polícia Civil foi realizada no fim da tarde

Aulas são ministradas por professores renomados de entidades parceiras e abordam temas como legislação de condomínios, engenharia, eventos, sustentabilidade e noções de contabilidade

Com o objetivo de apoiar o trabalho de lideranças comunitárias, o Governo do Distrito Federal, por meio da Escola de Gestão Comunitária, um espaço voltado para a promoção de cursos e palestras para zeladores, porteiros, síndicos, prefeitos de quadras e membros de associações de moradores.
A escola oferece cursos gratuitos está com inscrições abertas para os cursos de formação em primeiros socorros, cursos de formação para síndicos, curso de formação para porteiros, curso de formação para zeladores e de cursos de formação em eventos.
As inscrições para os cursos de primeiros socorros, síndicos, porteiros, zeladores e de eventos, já podem ser feitas à partir de até 30/01, no site: http://www.brasilia.df.gov.br/ , clicando no link: “Escola de Gestão Comunitária”.
Os cursos abrangem estratégias de segurança, motivação, regras de limpeza, estratégias de negociação, direito, eventos, sustentabilidade, noções de contabilidade, direito, eventos, organização, engenharia, entre outros temas. Os horários das aulas vão de 19h às 22h15min e a carga horária varia de 12h/a à 90h/a.
Especialistas de órgãos do GDF e de organizações parceiras que ministram as aulas, referência em suas áreas de atuação. Incluem temas como legislação de condomínios, noções de contabilidade, mediação de conflitos, Brasília tombamento e regras para intervenção e a relação estado/sociedade civil no DF, engenharia dentre outros temas. As aulas iniciam em fevereiro e têm a participação de representantes do CRC, CREA, IAB, ASSOSÍNDICOS, CEB, Caesb, Detran,  Agefis, SLU, Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar.

De acordo com o administrador de Brasília, Messias de Souza afirma que a iniciativa é um programa de sucesso da administração de Brasília. “A Escola de Gestão Comunitária é uma conquista de todos, pois sabemos o quanto é difícil e estressante o papel de síndicos numa sociedade cada vez mais individualista com conflitos permanentes, que já tem lideranças de todo o DF fazendo os cursos da escola", avalia o administrador.

Já o coordenador da Escola de Gestão Comunitária, Paulo Roberto Melo, falou que a escola é um dos melhores programas de educação comunitária do Brasil, “Quem entrar na Escola de Gestão Comunitária vai fazer um curso de  qualidade que é reconhecido como o melhor programa de educação comunitária do Brasil além de ser uma oportunidade de qualificação para se colocar no mercado de trabalho em um mercado que pede cada vez mais qualificação e profissionalização” falou o coordenador Paulo Roberto Melo.

A ex-aluna do Curso de Formação para síndicos Luciana Cessel, falou que o curso de síndicos ajudou muito ela na gestão do seu condomínio, “Com as palestras de direito e dos engenheiros pude saber mais sobre legislação e engenharia o que eu estou aplicando em meu condomínio”.

O ex-aluno e síndico, Fábio de Mesquita falou que o curso ajudou tanto ele que ele se tornou um síndico profissional, “Hoje sou síndico de três condomínios e estou muito bem pois, o curso da Escola de Gestão Comunitária me ajudou a ter o conhecimento para que eu possa administrar bem esses condomínios”, falou o hoje síndico profissional.

O ex-aluno do Curso de Formação para Porteiros Clovis Gonçalves disse que fez o cursos e em menos de um mês coseguio o emprego de porteiro em condomínio, “Eu fiz o curso da Administração de Brasília e em 22 dias consegui o emprego de Porteiro em um condomínios com escala 12x36” falou o Porteiro Clovis Gonçalves.

Se você está buscando uma vaga no mercado de trabalho ou um novo emprego, que tal fazer um curso da Escola de Gestão Comunitária e se preparar para entrar no mercado de trabalho. 

Inscrições: www.brasilia.df.gov.br

Serviços: 


Curso de Formação para Porteiros
Local: Auditório da Administração Regional de Brasília (Setor Bancário Norte Bl K, Ed. Vagner 1º subsolo).
Inscrições: Até 24 de janeiro.
Dia do curso: 30 e 31 de janeiro de 2014.
Horário: De 19h as 22h15.


Curso de Formação em Eventos 1
Local: Auditório da Administração Regional de Brasília (Setor Bancário Norte Bl K, Ed. Vagner 1º subsolo).

Inscrições: Até 30 de janeiro.
Dias do curso: 5, 6 e 7 de fevereiro de 2014.

Horário: De 19h as 22h15.

Curso de Formação para Síndicos
Local: Auditório da Administração Regional de Brasília (Setor Bancário Norte Bl K, Ed. Vagner 1º subsolo).

Inscrições: Até 06 de fevereiro.
Dias do curso: 10, 11, 12, 13, 14, 17, 18, 19, 20, 21 e 22 de fevereiro de 2013.

Horário: De 19h as 22h15.

Curso de Formação para Zeladores
Local: Auditório da Administração Regional de Brasília (Setor Bancário Norte Bl K, Ed. Vagner 1º subsolo).

Inscrições: Até 07 de março.
Dia do curso: (segunda-feira) 77 de março de 2014.
Horário: De 19h as 22h15.


Curso de Formação em Primeiros Socorros
Local: Auditório da Administração Regional de Brasília (Setor Bancário Norte Bl K, Ed. Vagner 1º subsolo).

Inscrições: Até 28 de março.
Dias do curso: 2, 3 e 4 de abril de 2014.

Horário: De 19h as 22h15.



Duvidas ligue: (61) 3329-0498/0486 ou 8497-2015

O deputado Aylton Gomes presidiu, nesta ultima sexta-feira (6/12), sessão solene para homenagear o Dia do Síndico. Na ocasião, diversos síndicos, subsíndicos e moradores participaram da comemoração

A solenidade teve inicio ás 19h, no Plenário da Câmara Legislativa e contou com a presença do administrador de Brasília, Messias de Souza, do presidente do CRC-DF,  Adriano Marrocos, do presidente da ASSOSÍNDICOS-DF Paulo Roberto Melo e da vice-presidente do SINDICONDOMÍNIO-DF Maria Delzuíte.

O deputado Aylton Gomes, falou da importância dos síndicos e por ele ser bombeiro lembrou que os síndicos e bombeiros têm de trabalhar juntos “estou muito feliz em estar aqui hoje presidindo essa sessão solene em comemoração ao dia do síndico, que também e minha essa proposição que inclui 30 de novembro como o dia do síndico no calendário de eventos do Distrito Federal quer também dizer para a ASSOSÍNDICOS que vou batalhar pelos projetos de lei de interesse dos síndicos do DF”, falou o Deputado Distrital.

O presidente do CRC-DF, Adriano de Andrade Marrocos falou que ser síndico e uma função muito difícil com múltiplas funções “ser síndico é uma função muito difícil que envolve muitas funções entre elas a contabilidade que traz a vida financeira do condomínio”, enfatizou o presidente do CRC-DF.

O síndico Marcelo Sicoli, se disse estar muito feliz em estar presente na mesa e fazer a o falar ele falou “hoje os condomínios tem de ser geridos como uma empresa em uma quebra de paradigmas com síndicos cada vez mais profissionais e modernos, não mais aquele síndico o senhor aposentado” falou o síndico do centro clinico sudoeste.

O administrador de Brasília, Messias de Souza falou sobre o tombamento de Brasília e que Brasília é uma cidade de condomínios “quero mais uma vez cumprimentar os síndicos pelo seu dia e dizer que em Brasília a administração apoia os síndicos com o programa Escola de Gestão Comunitária que oferece cursos de síndicos, porteiros e zeladores que já formou milhares de pessoas para esse mercado que muito cresce no Distrito Federal e gera muitos empregos, quero dizer que os síndicos estão cada vez mais buscando se profissionalizar e fazer a melhor gestão em seu condomínio” comentou o  administrador de Brasília.

A vice-presidente do SINDICONDOMÍNIO-DF, Maria Delzuíte, falou das ações o sindicato “vou cumprimentar a todos e dizer que o SINDCONDOMÍNIO desenvolve diversas ações para o apoio dos síndicos de condomínios do DF e que o SINDICONDOMÍNIO quer trabalhar junto com a ASSOSÍNDICOS pelo desenvolvimento dos síndicos”. Falou a vice-presidente SINDICONDOMÍNIOS.

O presidente da ASSOSÍNDICOS-DF, Paulo Roberto Melo, fechou a sessão solene do dia do síndico lembrando da importância destes eventos para aumentar a autoestima dos síndicos e desenvolver nos moradores uma cultura da valorização dos síndicos, ele também falou sobre as perspectivas da ASSOSÍNDICOS para 2014, “quero de dizer aos síndicos presentes antes de mais nada o quanto me honra estarmos aqui hoje pela primeira vez na historia do DF em uma sessão solene em comemoração ao Dia do Síndico, quero lembra que em 2 messes de atuação temos esse plenário cheio no ano que vem ele vais estar lotado, quero antes de mais nada fazer um balanço desses dois messes a frente da ASSOSÍNDICOS pois em dois messes fizemos muito, com por exemplo a primeira semana do Síndico e Subsíndico no Distrito Federal, o jantar do síndico, caravana da ASSOSÍNDICOS, palestra com café da manhã dentre outro eventos, mas também avançamos no grupo de trabalho que fala sobre a lei de vistorias, também esta bem avançada a cartilha do síndico entre outros avanços que em breve mostraremos, também quero falar com todos sobre os nossos compromissos com 2014, em 2014 queremos atender 15 mil pessoas nos mais diversos programas da ASSOSÍNDICOS que vão ao encontro das necessidades de um apoio e uma melhor gestão em seus condomínios” enfatizou o presidente da ASSOSÍNDICOS-DF Paulo Roberto Melo.


Essa sessão solene foi à primeira da historia do DF e o deputado distrital Aylton Gomes anunciou a entrega de diversas moções de louvor para síndicos do DF.




A ASSOSÍNDICOS-DF promoveu no último sábado, 30/11, um jantar em homenagem ao Dia do Síndico. A festa aconteceu na Galeteira Serrana e contou com a participação de mais de 100 pessoas.
                
Segundo o presidente da ASSOSÍNDICOS-DF , Paulo Roberto Melo, essa comemoração está em seu primeiro ano com mais de 100  convidados. “Este é o primeiro ano que fazemos essa festa para homenagear os síndicos, quero agradecer e parabenizar os mais de 18.000 síndicos do DF e Região Metropolitana pelo seu dia, e dizer que esse evento é apenas um de uma dezena de eventos que faremos em 2014”, destacou Paulo Roberto Melo, lembrando que na semana do síndico tivemos inúmeras palestras e eventos, levando aos síndicos informações sobre a gestão de condomínios.

De acordo com a Brademir Wolff da Silva, diretor de Eventos da ASSOSÍNDICOS-DF e organizador da festa, o jantar é uma homenagem aos síndicos, que trabalham para o bem-estar dos condomínios. “Tivemos nesse ano  a maior e melhor programação na historia do DF para comemorar o dia do Síndico”, ressaltou Brademir. 

O prefeito de Brasília, Messias de Souza esteve presente no evento e lembrou a importância da ASSOSÍNDICOS-DF dizendo, “A ASSOSÍNDICOS-DF, já nasceu forte pois ela tem na sua diretoria pessoas comprometidas com os síndicos e subsíndicos do Distrito Federal”, falou Messias de Souza

Além do jantar, alguns convidados foram premiados com o prêmio SÍNDICO BOM de GESTÃO, os convidados receberam adesivos e cartilhas e ainda jantar com um típico galeto do sul do país.

Esteve presente também os presidentes do CREA-DF e CREA sênior, o deputado Roney Nemer, e diversas autoridades do DF.  

Outras informações pelo site: www.assosíndicosdf.com.br ou pelo telefone (61) 9388-4983.

A Associação de Síndicos e Subsíndicos do Distrito Federal e Região Metropolitana promoveu em parceria com o supermercado Big Box, Corpo de Bombeiros e Administração de Brasília, realizaram um encontro com café da manhã no ultimo dia 30/11, para alertar síndicos sobre a importância da prevenção e combate a incêndios nos condomínios em que eles são gestores.
O evento teve um café da manhã, oferecido pelo Big Box, palestras feitas pelo Corpo de Bombeiros  e  uma tenda oferecida pela administração de Brasília.
A ASSOSÍNDICOS distribuiu adesivos com o dizer “meu condomínio tem um síndico bom de gestão”, também distribuiu informativos para os síndicos e convidou as pessoas a conhecerem a ASSOSÍNDICOS.
O presidente da ASSOSÍNDICOS, Paulo Roberto Melo falou: “hoje dia 30 de novembro estamos realizando uma série de eventos entre eles café da manhã com palestra nesta quadra, queremos valorizar cada vez mais essa profissão, vou buscar aprovar projetos de lei que apoie o síndico de condomínio, queremos que os síndicos tenham orgulho de ser síndico, vamos melhorar a autoestima dos síndicos com esses eventos de integração e valorização do síndico” falou p presidente da ASSOSÍNDICOS.

O evento também contou com a presença de síndicos, moradores do DF, diretores e membros da ASSOSÍNDICOS, O Administrador de Brasília Messias de Souza, Major Pedroso e o Coronel do Corpo de Bombeiros.

A Associação de Síndicos e Subsíndicos do Distrito Federal e Região Metropolitana promoveu em parceria com o supermercado Big Box, Corpo de Bombeiros e Administração de Brasília, realizaram um encontro com café da manhã no ultimo dia 30/11, para alertar síndicos sobre a importância da prevenção e combate a incêndios nos condomínios em que eles são gestores.
O evento teve um café da manhã, oferecido pelo Big Box, palestras feitas pelo Corpo de Bombeiros  e  uma tenda oferecida pela administração de Brasília.
A ASSOSÍNDICOS distribuiu adesivos com o dizer “meu condomínio tem um síndico bom de gestão”, também distribuiu informativos para os síndicos e convidou as pessoas a conhecerem a ASSOSÍNDICOS.
O presidente da ASSOSÍNDICOS, Paulo Roberto Melo falou: “hoje dia 30 de novembro estamos realizando uma série de eventos entre eles café da manhã com palestra nesta quadra, queremos valorizar cada vez mais essa profissão, vou buscar aprovar projetos de lei que apoie o síndico de condomínio, queremos que os síndicos tenham orgulho de ser síndico, vamos melhorar a autoestima dos síndicos com esses eventos de integração e valorização do síndico” falou p presidente da ASSOSÍNDICOS.

O evento também contou com a presença de síndicos, moradores do DF, diretores e membros da ASSOSÍNDICOS, O Administrador de Brasília Messias de Souza, Major Pedroso e o Coronel do Corpo de Bombeiros.

Somente nos cinco primeiros meses do ano, 47,4 mil moradores de Goiás receberam atendimento na unidade de saúde
O Hospital Regional do Gama é a unidade de saúde mais procurada por moradores da Região Metropolitana do Distrito Federal. Somente de janeiro a maio deste ano, o HRG registrou 47,4 mil atendimentos de moradores de cidades goianas próximas à capital federal, entre emergências e internações.
O Hospital do Gama costuma receber pacientes de 25 municípios de Goiás, cinco de Minas Gerais e quatro da Bahia. Os registros mais frequentes são de moradores do Novo Gama, Luziânia, Valparaíso, Cidade Ocidental e Santo Antônio do Descoberto.
Ana Maria da Silva é moradora de Luziânia e conta porquê decidiu procurar atendimento no DF. "Quando fiquei sabendo que necessitava operar (um nódulo na mama), a médica do Hospital de Luziânia informou que não havia anestesistas e nem material para o procedimento. Recorri ao Gama porque aqui tive a certeza que a minha cirurgia seria realizada", frisou.
Para o Secretário de Saúde, Rafael Barbosa, a grande demanda de pacientes que procuram a assistência no Distrito Federal é o reflexo da qualidade nos serviços oferecidos na rede pública local: "Trabalhamos com base nas diretrizes e nos princípios do Sistema Único de Saúde e esse governo atende a todos sem distinção", destacou.
Segundo levantamento da pasta, o Novo Gama é a cidade com maior número de pacientes que recorrem ao HRG. Foram 19.336 internações e atendimentos na emergência, seguido de Luziânia com 11.015, Valparaíso com 9.230, Cidade Ocidental teve 2.840 atendimentos, e Santo Antônio Descoberto com 813.
As especialidades com mais registros de pacientes da Região Metropolitana são clínica médica, ortopedia, pediatra e ginecologia.
De acordo com o supervisor de enfermagem da unidade de internação ortopédica, Fábio Wiliam Fernandes, cerca de 70% dos pacientes que estão em tratamento na unidade não residem no DF.
"Temos pacientes que residem em outros estados como Bahia e Piauí e informam que recorrem ao DF porque o atendimento é melhor e onde moram existe carência de médicos especializados", acrescentou.
Internado na ortopedia há 15 dias, o aposentado Raimundo Fernandes de Souza, morador de Parnaíba, no Piauí, informou que sofreu uma fratura no braço esquerdo e aguardou as providências da prefeitura para ser operado.
"Como tinha muita dor e o atendimento estava demorado a minha família decidiu me trazer para o Gama. A cirurgia foi rápida, eu gostei do atendimento, não falta remédio, a alimentação é boa e estou satisfeito com os médicos e os enfermeiros", concluiu Souza.

A jovem é uma das vítimas do acidente em que um ônibus capotou no fim da noite de sábado

Cerca de 200 pessoas se reuniram na tarde desta segunda-feira (11/11) no enterro de Gleycianne Chaves Martis, de 17 anos, no cemitério de Taguatinga. A jovem é uma das vítimas do acidente de sábado (9/11) com aproximadamente 50 jovens que se dirigiam para uma festa rave em Luziânia.


Ainda no velório, no início da tarde desta segunda, amigos, familiares e as diretoras da escola em que Gleyciane estudava prestavam as últimas homenagens à jovem. De acordo com a família, o pai da jovem não teve condições de comparecer ao velório. A tia de Gleycianne, Lucilene Galdino, 40 anos, lamentou ao lembrar da jovem: "Ela era um doce, uma menina meiga, que gostava muito de música".

No enterro, os parentes conversaram com a reportagem e reclamaram dos organizadores da viagem que a jovem estava participando. Eles ainda criticaram o atendimento do Instituto Médico Legal (IML) de Luziânia e a  demora no atendimento da Polícia Civil, que está em greve.

Outra jovem

A modelo Letícia Augier de Figueiredo, 21 anos, também morreu no acidente e será velada nesta terça-feira (12/11), às 16h30, no Cemitério Campo da Esperança (Asa Sil). Letícia é a segunda vítima fatal do acidente.

Em assembléia geral extraordinária ocorrida no ultimo sábado 09/11 em Águas Claras, o presidente da ASSOSÍNDICOS, lançou cerca de dezessete programas e ações para inicio imediato dos trabalhos

Os programas lançados são: Clube de Vantagens; Selo de Qualidade; Vistoria Legal; Escola de Síndicos; Caravana da Assosíndicos no Condomínio; Assosíndicos Regional; Planejamento Estratégico 2013-2023; Corrida do Síndico; Passeio Ciclístico com Síndicos; Campeonato Brasiliense de Futsal entre condomínios; ERSSDF – Encontro Regional de Síndicos e Subsíndicos no Distrito Federal e Região Metropolitana; Prêmio Síndico Bom de Gestão; Jantar do Síndico; Orientação Jurídica; Orientação Contábil; Orientação Gerencial e Orientação Administrativa.

As ações serão implantadas até o final de 2014, mas a maioria já estará em funcionamento já a partir de agora.

O Diretor de Vistoria e Fiscalização da Assosíndicos disse que “o programa Vistoria Legal vai ser uma forma de apoiar o síndico em sua gestão, pois os condomínios precisão de vistoria periódica para a s partes hidráulica, elétrica, estrutural e de elevadores, comentou Emerson Tormann.

De acordo com o Diretor de Eventos da Assosíndicos, Brademir Wolff, “os eventos lançados pelo presidente são para confraternizar, trazer conhecimento e incentivar a pratica de esportes” afirmou Brademir.

Já o Diretor de Educação e Qualificação, Cleber dos Santos falou que “A Assosíndicos vai se tornar em pouco tempo referencia em qualidade de cursos e preparação de síndicos e pessoas ligadas ao condomínio com cursos gratuitos para a comunidade de condomínios do Distrito Federal e região metropolitana, com a Escola de Síndicos da Assosíndicos” disse Cleber dos Santos.

O Presidente da Assosíndicos Distrito Federal Paulo Roberto Melo, enfatizou que “A Assosíndicos com dois meses de existência já trabalhou mais do que outras entidades em mais de 15 anos de existência, mas quero dizer que hoje esse é o maior e mais arrojado pacote de programas e ações já lançados por uma associação do tipo no país, vamos ter de trabalhar muito para colocar em pratica todas essas ações, quero dar ênfase nos programas: Vistoria Legal, Escola de Síndicos, Caravana da Assosíndicos no Condomínio, Assosíndicos Regional, Clube de Vantagens e no Selo de Qualidade, para que em 8 meses possamos atender quinze mil pessoas sendo uma comunidade de síndicos, subsíndicos, moradores de condomínios e funcionários, então vamos trabalhar vamos para a rua, vamos atrás sindico e visitar os condomínios”, concluiu Paulo Roberto Melo.

Estiveram presentes na assembléia geral extraordinária e no lançamento do pacote de programas e ações para a ASSOSÍNDICOS: o Presidente Paulo Roberto Melo, a 1º vice-presidente Sonia Rios, o 2º vice-presidente Antonio Lisboa, A 1° secretaria  Ligia Amorim, a tesoureira Pedro Ana, o vice-tesoureiro Fabio Ribeiro de mesquita, o Diretor de Vistoria e Fiscalização Emerson Tormann, o Diretor de Educação e Cultura Cleber Pereira dos Santos, o Diretor de Relacionamento Hélio Paes Leme, a Diretora de Cultura Janaina Lopes Mourão, a Presidenta do Conselho Fiscal Edna Maria de Souza Rodrigues, a Secretaria do Conselho Fiscal Fernanda Alfonso e o Suplente do Conselho Fiscal José Ribeiro de Lima.

Vítima morava em uma chácara da área rural do município goiano, onde foi assassinada. O caseiro dela, principal suspeito, está desaparecido desde o crime. Greve da Polícia Civil prejudica as investigações

Sandra  tocou piano no Dia das Crianças em espaço da cidade goiana, tendo, ao lado dela, o acusado do crime (Arquivo Pessoal)

 Principal destino dos brasilienses nos feriados e nos fins de semana, a pacata e histórica Pirenópolis (GO) está assustada com um crime ocorrido há duas semanas e ainda sem resposta. A pianista e professora de ioga Sandra Bosi Alencastro Veiga, 55 anos, morreu em 25 de outubro, uma sexta-feira, na zona rural do município distante 140km de Brasília. Um vizinho estranhou a falta de movimento na chácara dela e decidiu olhar pela janela da casa. Avistou a artista nua, caída no chão e com sinais de estrangulamento e pedradas. Investigadores desconfiam de latrocínio (roubo com morte), mas dependem de provas técnicas para concluir o caso. Apontado como único suspeito, o caseiro da propriedade está foragido.
No interior do imóvel, policiais identificaram marcas de sangue no banheiro e no quarto da vítima, além de pegadas e roupas, que seriam do suspeito, Davi Mundim da Silva, 39 anos. Morador de Goiânia, ele estava na chácara da pianista havia duas semanas. Ficaria lá enquanto Sandra estivesse na Índia, país para o qual tinha passagem aérea marcada para 3 de novembro. A artista visitava o país frequentemente. A principal linha de investigação é de que o caseiro matou a pianista para roubar o dinheiro destinado à viagem. Há uma mandado de prisão contra o acusado.

A vítima havia sacado R$ 5 mil na semana anterior ao crime. Policiais não encontraram no sítio essa quantia e mais US$ 1,5 mil, que Sandra usaria na visita à Índia. Mas peritos recolheram o comprovante do saque e a pedra supostamente usada no assassinato. Davi desapareceu após a descoberta do corpo. Segundo vizinhos, ele havia sido flagrado pela pianista mexendo na bolsa dela, o que teria provocado uma discussão entre ambos e a demissão do caseiro, um dia antes do crime.

Solteira, Sandra não deixou filhos e morava sozinha. Familiares sepultaram o corpo dela em 28 de outubro no Cemitério Jardim das Palmeiras, em Goiânia. Desde então, aguardam o desenrolar da investigação, que, apesar de haver um suspeito, caminha lentamente. Amigos de Sandra em Pirenópolis não escondem o medo. Tanto que só aceitaram dar entrevista sob a condição de não ter o nome divulgado. “Ela era uma pessoa muito boa, caridosa. Encontrava pessoas na rua, dava prato de comida e trabalho para arrumar a chácara. Tinha paixão gigantesca pelo piano. Tocava por prazer. No Dia das Crianças, tocou no Vale do Amanhecer de Pirenópolis para crianças”, contou uma fotógrafa da cidade. 

No próximo dia 15 de novembro encerram as inscrições para o curso de formação para porteiros 4ª turma da Escola de Gestão Comunitária 
 A Escola de Gestão Comunitária é  um espaço voltado para a promoção de cursos e palestras para zeladores, porteiros, síndicos, prefeitos de quadras e membros de associações de moradores.
A escola oferece cursos gratuitos está com inscrições abertas para os curso de formação para porteiros e cursos de formação para síndicos.
O curso de formação para porteiros, oferecido pela Administração de Brasília passara das atuais 150 vagas para 450 vagas com as inscrições abertas até o dia 15/11/2013 pelo site da Administração de Brasília.
Também esta aberta a inscrição para o curso, de síndicos, que já está na quinta turma em 2013. As inscrições poderão ser feitas até 20/11, no site: www.brasilia.df.gov.br , clicando no link: “Escola de Gestão Comunitária -  Inscreva se Aqui” no lado direito do portal.
Os cursos abrangem estratégias de segurança, motivação, regras de limpeza, estratégias de negociação, noções de contabilidade, direito, eventos, organização, engenharia, entre outros temas. Os horários das aulas vão de 19h às 22h15min para síndicos e o de porteiros no sábado dia 23/11 o dia todo e a carga horária varia de 14h/a à 80h/a.
Especialistas de órgãos do GDF e de organizações parceiras que ministram as aulas, referência em suas áreas de atuação. Incluem temas como legislação de condomínios, noções de contabilidade, mediação de conflitos, Brasília tombamento e regras para intervenção e a relação estado/sociedade civil no DF, engenharia dentre outros temas. As aulas iniciam em fevereiro e têm a participação de representantes do CRC, CREA, IAB, UNICEUB, DALE CARNEGIE TRAINING, PORTAL DO SÍNDICO, ASSOSÍNDICOS-DF,  CEB, Caesb, Novacap, Detran,  Agefis, SLU, Corpo de Bombeiros e das polícias Civil e Militar.

O administrador Messias de Souza afirma que a iniciativa é uma antiga reivindicação das lideranças. “É uma conquista de todos, pois sabemos o quanto é difícil e estressante o papel de síndicos numa sociedade cada vez mais individualista com conflitos permanentes", avalia o administrador.
 O coordenador da Escola de Gestão Comunitária Paulo Roberto Melo, falou que a escola “é uma oportunidade de qualificação para se colocar no mercado de trabalho trabalhando como porteiro, zelador ou síndico profissional em um mercado que pede cada vez mais qualificação e profissionalização” falou o coordenador.
 Está prevista a abertura para mais sete cursos, nas áreas de empreendedorismo, eventos, administração do tempo, formação em relações humanas, formação de agentes de mediação comunitária, formação de agentes multiplicadores de prevenção às drogas.
 Inscrições: www.brasilia.df.gov.br
Serviços: 
 Curso de Formação para Porteiros
Local: Auditório da Administração Regional de Brasília (Setor Bancário Norte Bl K Ed. Vagner 1º subsolo).
Inscrições: Até 15 de novembro de  2013.
Dia do curso: 23 de novemvro de 2013.
Horário: De 08h30 às 12h30 e de 14h às 17h15.
Vagas: 450 Vagas.

O desaparecimento de uma família preocupa a Polícia Civil de Goiás. Quatro pessoas que moram na cidade de Padre Bernardo, entorno do Distrito Federal, foram vistas pela última vez na segunda-feira (21). Os familiares foram a procura dos parentes e como não localizaram registraram ocorrência na delegacia.

O casal Gilvan Santana do Nascimento e Edileusa Nascimento, o filho Gilvan do Nascimento Júnior e o caseiro Oswaldo não deixaram pistas. Nenhum objeto de valor foi levado, apenas os documentos e o carro que foi encontrado na noite de ontem (22) em Águas Lindas de Goiás.

A família não tinha desavença com ninguém e, a suspeita é que eles tenham virado reféns de uma quadrilha de roubo que a polícia investiga.

A decisão, segundo a empresa, faz parte de um conjunto de ações de reestruturação da empresa que inclui o Plano de Demissão Voluntária
 
 
Servidores públicos do aeroporto de Confins, em Belo Horizonte, próximo a ser privatizado, entrarão no PDV (Edesio Ferreira/EM/D.A Press)
Servidores públicos do aeroporto de Confins, em Belo Horizonte, próximo a ser privatizado, entrarão no PDV

A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) vai demitir 3,8 mil servidores públicos de 5 aeroportos - nos três já privatizados: Brasília, Campinas e Guarulhos - e nos dois que serão vendidos em 2014: Confins e Galeão. A decisão, segundo a empresa, faz parte de um conjunto de ações de reestruturação da empresa que inclui o Plano de Demissão Voluntária (PDV) e visa diminuir custos com mão de obra nos terminais assumidos pela iniciativa privada.

De acordo com a Infraero, à medida que as privatizações avançarem, será necessário reduzir o quadro de funcionários. Quem não quiser participar do PDV poderá ser remanejado para outras cidades. Aqueles que estão no máximo a cinco anos da aposentadoria poderão antecipá-la.

CLIQUE AQUI E VEJA MINA CASA, MINHA VIDA VALPARAISO

Tecnologia do Blogger.