Obra conquistada pela gestão do prefeito Pábio Mossoró, atende solicitações e realiza um antigo sonho da comunidade valparaisense 

As partidas de futebol amistosas e oficiais de campeonatos amadores não serão mais disputadas em chão de terra batida. Na Praça Central do bairro Jardim Céu Azul, a gestão do prefeito Pábio Mossoró (MDB) está finalizando a construção do primeiro campo público de grama sintética do município de Valparaíso de Goiás, no Entorno do Distrito Federal. 

A meta deste projeto encabeçado pelas secretarias municipais de Infraestrutura Habitação e Serviços Urbanos e de Cultura e Esporte, é contribuir para o desenvolvimento da modalidade na cidade, proporcionando socialização, saúde e lazer para jovens, adultos e idosos que amam o esporte número do país. 

Mas não será apenas de futebol que viverá o equipamento público. O lugar também contará com uma pista de caminhada, vestiários e área de administração da futura Subsecretaria de Esporte. Outras modalidades serão abraçadas pelo local, como por exemplo: atletismo, capoeira, rugby, beisebol, ginástica laboral, ritmos quentes e corrida de rua. 

Em três anos e 10 meses de mandato, o prefeito Pábio sempre trabalhou para buscar recursos e realizar o sonho da população do Céu Azul. A expectativa é que o campo público esteja pronto nas próximas semanas. 

No dia 17 de julho deste ano, Mossoró comentou sobre a relevância do benefício e de se lutar por investimentos para o setor. “Apesar das dificuldades impostas pela pandemia, estamos avançando para entregar à comunidade novas oportunidades para se ter qualidade de vida, esporte e lazer. Quando esta época desafiadora passar, os valparaisenses terão locais modernos e adequados para a prática de esportes, fundamental para a manutenção de uma boa saúde”, afirmou. 

Em publicação realizada em seus perfis nas redes sociais, no dia 30 de agosto, o secretário de Cultura e Esporte, Ricardo Viana mostrou muito entusiasmo e felicidade com essa nova conquista para a cidade. “Sempre trabalhei junto ao Governo Municipal de Valparaíso de Goiás sobre a importância de se ter um espaço esportivo diferenciado, que pudesse retratar a dimensão de onde podemos chegar como prática esportiva para os nossos jovens e crianças”, ressaltou.


De autoria do deputado Hermeto, o PL 936 tem o objetivo de usar a tecnologia a favor do policiamento nas ruas

Foi publicada nesta terça feira, (20/10) no Diário Oficial da Câmara Legislativa, Projeto de Lei n.º 936, de autoria do Deputado Distrital Hermeto (MDB), que dispõe sobre o uso de Tecnologias de Reconhecimento Facial — TRF na segurança pública e dá outras providências.

Se analisarmos pelo prisma que a tecnologia de reconhecimento facial tem sido adotada pela sociedade em diversas áreas, principalmente na de segurança pública. Todavia, a escassez de legislação sobre o tema permite a ocorrência de abusos.

A tecnologia pode ser uma ferramenta importante no combate ao crime, mas é preciso estabelecer limites quanto ao monitoramento de pessoas. Imperioso garantir que sua utilização não gere parcialidade racial ou de gênero, sob o risco de, sem a devida proteção jurídica, tornar-se um mecanismo de controle social.

“A nossa proposta é criar uma legislação específica estabelecendo limites quanto ao monitoramento das pessoas, evitando abusos e garantir que isso não se torne um mecanismo de controle social.“ Deputado Hermeto.

Em todo o mundo, câmeras de segurança com reconhecimento facial já são
utilizadas identificar criminosos entre milhares de pessoas e dar maior efetividade ao combate à criminalidade e ao terrorismo.

Conheça mais um projeto do deputado Hermeto em favor da segurança pública:

O Projeto de Lei N° 946/2020 propõe que se priorize nos sites da PCDF e da Subsecretaria do Sistema Penitenciário, todas as informações necessárias para uma melhor identificação, como o nome procurado, foto real e possíveis variações de aparência, apelidos, local e data de nascimento, idade, cor dos olhos e dos cabelos, altura, peso, sexo, raça e os crimes cometidos.

A ideia é que o conteúdo da página de internet seja organizado de forma a priorizar a divulgação de indivíduos que cometeram crimes hediondos, perigosos e os recém decretados fugitivos e disponibilize um número telefônico para receber informes e campo próprio para envio de comunicações.

Por Larissa do Vale.


 

Procura-se na cidade de Águas Lindas de Goiás pelo “empresário caloteiro”, que se diz morador da cidade. Mas mora confortavelmente em um apartamento luxuoso no centro nobre da capital de Brasília


O caloteiro contratou pessoas e serviços como: advogados, contadores, pessoal para o administrativo e vários profissionais da área de comunicação que trabalharam durante um período na campanha do “caloteiro”.

 

Segundo advogado, que entrou com uma ação contra o candidato [caloteiro], estaria devendo R$ 300 mil reais. Além de dívidas com alguns partidos de coligação e vereadores que o apoiam. Não vamos entrar no quesito do material impresso para o “caloteiro”.

Em tempos de crise financeira, quem deve que trate de pagar aos seus credores. Mas, parece que o “caloteiro” tem a prática de não honrar seus compromissos.

Pelo visto o candidato do Democratas Túllio é um péssimo administrador e não tem condições de chefiar o Poder Executivo municipal.

Como diria o escritor Paulo Coelho, “Se você assumiu uma responsabilidade, vá até o final. Mantenha sua palavra, porque ela é preciosa, e complementa “Os que prometem – e não cumprem – vivem criando problemas para si mesmos. Perdem o respeito próprio, têm vergonha de seus atos. A vida destas pessoas consiste em fugir; elas gastam muito mais energia desonrando a palavra, que os honestos gastam para manter seus compromissos.”

Nas principais competências de um prefeito, pelo visto o candidato Túllio – deixa a desejar! - ganhou a fama de “caloteiro” na cidade de Águas Lindas. Será que merece governar?

veja abaixo o gastos de campanha do "caloteiro":





Acesse o link do TSE:




 


As lives gratuitas são focadas para o certame da SEDF e acontecem no canal do youtube da instituição

Para celebrar o Dia do Professor, o IMP Concursos vai oferecer uma ampla programação gratuita em um day live dia 15/10 (quinta-feira), das 15h às 21h, com foco no certame da SEDF.

As lives foram especialmente preparadas por professores da Instituição, com conteúdos específicos para o concurso da Secretaria de Educação do Distrito Federal (SEDF). Para acompanhar e assistir as lives basta acessar o canal do youtube IMP Concursos Online Oficial https://www.youtube.com/c/IMPConcursosOnlineoficial/videos.

 

Confira a programação do day live solidário:

15h - LODF e LC 840 - Profª. Suzele Veloso

16h - Gramática e texto - Profª. Raquel Cesário

17h - Conhecimentos Pedagógicos - Profª. Fernanda Lima

18h - Conhecimentos Pedagógicos - Prof.  Victor Soares

20h -Conhecimentos Pedagógicos - Profª. Madalena Coatio

 

Concurso SEDF

O próximo concurso público para professores efetivos da Secretaria de Educação (SEEDF) já tem data definida para ser lançado: final de 2021. O anúncio foi realizado no final de setembro pelo secretário de Educação, Leandro Cruz.

Para dar uma força aos que desejam ser aprovados, a professora do IMP Concursos, Madalena Coatio, especialista em concursos das carreiras educacionais, separou algumas dicas.

Segundo ela, quem ainda não iniciou os estudos, seja para professor temporário seja para efetivo deve começar imediatamente. “A concorrência é alta e o nível das provas tem aumento consideravelmente”, comenta Madalena. Ainda segundo a especialista, com um bom planejamento e determinação, o aluno que inicia seus estudos agora tem muitas chances de conseguir êxito.

Para a professora, mesmo com a pandemia é possível ter um bom rendimento em casa.  “O aluno precisa selecionar bons cursos on-line e bons materiais. Some-se a isso uma boa dose de disciplina pessoal”, reforça Coatio. 

 


O vice-presidente da Câmara Legislativa, deputado Delmasso (Republicanos), é o autor do Projeto de Lei 629/2019, que institui o Código de Defesa do Empreendedor. A ideia é estabelecer normas para incentivar a livre iniciativa nas atividades econômicas com a intervenção mínima do Estado

Foto: Rogério Lopes.

Alguns estudos apontam um aumento significativo no PIB no Distrito Federal para os anos seguintes, que deve ser alavancado graças ao fortalecimento das micro e pequenas empresas. Vale ressaltar que esse aumento será estruturado de modo que as realidades locais de cada região sejam eficazes para o setor económico adequado e eficiente. 

De acordo com a Heritage Foundation, o Brasil está na posição 150 entre 180 nações analisadas em relação ao grau de liberdade econômica. O fato de estar distante das primeiras colocações, traz como consequência um país com pouca abertura econômica, o que prejudica o crescimento de novos empreendedores.

“A apresentação desse projeto é mais uma das ações que tenho feito no parlamento distrital para desburocratizar e incentivar os empreendedores, com a melhoria do ambiente de negócios como fator crucial para o desenvolvimento econômico, tendo como consequência a ampliação da arrecadação e a geração de emprego e renda no Distrito Federal”, comentou Delmasso.

Instituir justamente um Código de Defesa do Empreendedor, estabelecendo normas para expedição de atos públicos de liberação da atividade econômica. Além disso, dispondo sobre a realização de análise de impacto regulatório e dando outras providências que geram mais segurança ao empreendedor, para que o Distrito Federal comece a mudar esse cenário de pouca abertura econômica presente em todo o país.

No momento em que o mundo passa por uma das maiores crises de sua história, devido a pandemia, o Brasil enfrenta grande dificuldade financeira. E os agentes públicos, devem dar suporte aos cidadãos para que possam desenvolver suas capacidades e seu poder de liberdade econômica aqui no Distrito Federal.

 O objetivo do Programa é dar apoio financeiro às atividades agropecuárias



Foto: Marcos Paulo.

O vice-presidente da Câmara Legislativa, deputado Delmasso (Republicanos) é autor do Projeto de Lei 1402/2020 que cria o Cria o Programa Primeiro Crédito para a Juventude Rural no Distrito Federal. O programa tem como objetivo financiar atividades nas áreas de agropecuária, agrossilvicultura, turismo rural, agroturismo, artesanato rural e aquicultura.

Atualmente, pouco é feito para considerar os jovens como pessoas beneficiárias nos programas de crédito para a agricultura no Brasil. A juventude tem uma importância vital para o futuro da agricultura familiar no Distrito Federal e no Brasil, mas há algum tempo tem estado à margem das principais políticas públicas adotadas pelos governos, principalmente em relação ao acesso ao crédito.

Outra dificuldade enfrentada pela juventude rural está no acesso às novas tecnologias, o que prejudica o processo produtivo e reduz sua competitividade no mercado globalizado e dinâmico do setor agropecuário.

A finalidade do Programa Primeiro Crédito é dar apoio financeiro às atividades agropecuárias e não agropecuárias exploradas mediante emprego direto da força de trabalho do jovem rural e sua família. É uma linha de crédito específica para jovens rurais, com idade de 18 a 29 anos, que vai possibilitar investimentos e custeio na propriedade, na formação e capacitação técnica e na aquisição de terra.

“O Primeiro Crédito vai atender a uma demanda interesse social. É muito importante apoiarmos um setor fundamental para o desenvolvimento econômico e social do DF.” Disse Delmasso. O custo da geração de um emprego na área agrícola é 28 vezes menor que no meio urbano.




CLIQUE AQUI E VEJA MINA CASA, MINHA VIDA VALPARAISO

Tecnologia do Blogger.